12 de ago de 2014

UM DOMINADOR ENSINA

Um pouco de etiqueta virtual não faz mal



Quando fui convidado por uma encantadora moça para escrever para este blog perguntei porque justo eu, um ilustre desconhecido. Ao que ela respondeu... Justamente por isso, Senhor. Porque o Senhor é um desconhecido ilustre.
Não resisti a tal argumento, dito tão graciosamente (risos).
Mas faltava ainda o assunto. Falar sobre o que? Ela tinha outra resposta objetiva... Fale sobre o que o encanta ou o que o desagrada, Senhor.

Falarei em outra ocasião sobre o que me encanta e embora pouca coisa me incomode no que diz respeito ao BDSM, será este o assunto. 
Vivo-o da maneira que acredito e me perdoem aqueles que fazem questão de agradar a todos, tenho meus conceitos do que é verdadeiro ou falso, do que considero válido e justo e nada muda isso. Mas não costumo me incomodar com as verdades alheias, mesmo que elas não sejam tão verdadeiras quanto as minhas (risos). Afinal, cada um tem direito a sua verdade e isso não influencia minha vivência.

Mas o que me desagrada realmente, e aqui é que começa meu assunto, é a falta de etiqueta e de bom senso nas redes sociais, mais especificamente o Facebook onde acabei por desfazer meu perfil justamente por essas questões que apresentarei adiante. Óbvio que isso não é algo que aconteça só em nosso meio mas é onde noto que acontece com mais frequência.

Não bastassem os contatos nos bombardearem continuamente com informações pouco interessantes acerca de cada coisa que fazem durante o dia, como se o perfil fosse um diário onde anotam compromissos, existem as marcações, estas sim, o pior dos incômodos.
A mocinha deseja dar bom dia aos amigos e marca você e mais 438 amigos. E como se não bastasse enfeitar os perfis de outros com coraçõezinhos e flores, fica-se recebendo notificações de cada um dos 438 amigos restantes que ela marcou a cada vez que um deles comenta ou curte tal publicação.

Dar bom dia, boa tarde, boa noite é sinal de educação e gentileza. A intenção acredito ser a melhor possível. Mas marcar pessoas, além de não ser polido, é invasivo. Encher os perfis de outras pessoas de coisas que você gostou e achou bonitas também. Pode ser que elas não tenham o mesmo gosto que você.
E o mais grave é que algumas pessoas, não contentes em bombardear com mensagens os perfis alheios, o fazem colocando fotos suas. Imaginemos a situação de um Dom que esteja interessado em uma submissa e aparece com a foto de uma outra enfeitando seu perfil, sem que ele a tenha colocado lá e sim porque a colocaram sem sua permissão. Não que se deva essa exclusividade, mas é um cuidado, uma gentileza para com a pessoa com a qual se está conversando. Portanto, até para ser gentil é preciso ter bom senso.



Então, seja educada. Cumprimente seus amigos em seu próprio perfil. Eles, agradecidos, irão até lá retribuir sua gentileza e essa reciprocidade espontânea será muito mais válida que se, por obrigação, tiverem que curtir ou comentar seu cumprimento porque você o colocou sem autorização em seus perfis.

Outro grande incômodo são os grupos. Sem nunca ter me agregado a nenhum de repente me dei conta de que fazia parte de uma infinidade de grupos que não tinham nada a ver comigo e meus ideais, onde me adicionaram sem me consultar ou ao menos tentar saber minha opinião a respeito. E lá vinham mais notificações de pessoas que publicaram bons dias, boas tardes e boas noites nesses grupos ondem nem sequer sabia que participava.
Seu grupo pode ser muito importante para você mas para adicionar pessoas, consulte-as primeiro para saber se elas querem estar lá, se estão interessadas em participar. Agregar pessoas sem o consentimentos destas é invasivo e desrespeitoso.

Além disso há as disputas infantis do que se dizem Dons ameaçando seus oponentes de serem expulsos do meio, de estarem de posse de seus IP's, de investigações da PF, numa demonstração de infantilidade digna de 3ª série - primária.
Se você tem alguma questão a ser resolvida com alguém, aja como homem e procure a pessoa. Trocar farpas nos perfis só demonstra imaturidade e total falta de seriedade e bom senso. Ninguém tem nada a ver com suas pendências pessoais e bater boca na linha do tempo não te faz mais homem, nem mais Dom, nem mais nada. Só comprova que você não aprendeu que homens adultos não batem boca como comadres, principalmente fazendo ameaças infantis e tolas.

E, finalmente, o plágio. Alguns usam sem pudor textos de terceiros, autores famosos ou não, sem dar os devidos créditos. E ainda agradecem quando recebem os parabéns, apropriando-se da obra alheia como se suas fossem. 
Ao publicar o texto de alguém, dê os devidos créditos. É mais honroso que receber elogios por algo que não é seu. Sempre haverá alguém que conhece aquela obra e saberá que você a copiou e está vergonhosamente surrupiando a ideia alheia.

Longe de ser uma critica destrutiva ou mordaz, gostaria que isto fosse encarado como um lembrete. Seu direito termina onde começa o dos outros. Você pode fazer qualquer coisa em seu perfil, ele é seu. Mas respeite o dos outros, não invada, não se aproprie sem pedir licença. É nos pequenos atos que se reconhece a boa, ou má, educação de alguém.

William Gama - Dom

9 comentários:

{Λїtą}_ŞT disse...

Muitíssimo interessante, sr William!

Apesar de não ter o hábito de marcar pessoas é realmente algo a se pensar. Às vezes gostamos tanto de algo que acabamos compartilhando no perfil de um(a) amigo(a), sem nos darmos conta que talvez a pessoa não goste e não queira ali aquela publicação.
E com todos os outros ítens concordo plenamente sabendo que cada um tem o direito de publicar o que quiser em seu perfil mas no dos outros, não.
Também me vejo adicionada em vários grupos sem nunca ter pedido para entrar em nenhum, não me importo, mas algumas vezes já me vi em grupos que definitivamente não me representavam.
Obrigada por ter atendido ao convite de nossa amiga e por compartilhar tão valioso ensinamento.

Abraços

RobertoDom disse...

excelente texto, muito bom mesmo.

Werther von AY erschaffen disse...

Grande texto! Abrangente e direto.
As pessoas precisam entender que, mesmo no meio virtual, bom senso, respeito e ética são essenciais à convivência.

Anônimo disse...

Muito bom e coerente..perfeita visão!!

ametista

luah negra disse...

Saudações , Sr William .
Bom que alguém colocou essas situações que bombardeiam nossos perfis , e muito bem colocadas .
As redes sociais estão repletas de comportamento pouco social .
No Facebook a situação é pior por haver as marcações , curtidas , compartilhamentos de tudo , porém , todas elas estão minadas desse comportamento .
Grata pela boa leitura .

Anônimo disse...

Obrigado a todos vocês que comentaram, é de fato um incômodo e um pouco de bom senso não faz mal a ninguém.
Saudações SM

William Gama

sub helena disse...

Senhor William, questões muito bem colocadas, as pessoas esquecem que respeito e um pouquinho de noção nunca é demais.

Rebeca disse...

Boa noite, Senhor

Realmente, as pessoas "deveriam" ter mais respeito pelo espaço dos outros, mesmo que esse espaço seja virtual. Para mim, o meu espaço, apesar de virtual, é uma continuidade do que eu sou e procuro preserva-lo o máximo possível e espero o mesmo dos outros. Por essas e outras é que não tenho facebook. Para não me estressar...rs*. Por acaso o Senhor é o William da sala de imagens?
Bacana poder ler !!

Anônimo disse...

Ótimo texto... conciso, diz tudo sobre o mínimo de etiqueta... não só virtual, mas para vida também...
Felicitações ao Sr. William e ao blog por apresentar o texto.

Parabéns!