12 de jan de 2015

UM DOMINADOR AVALIA

Dominação Masculina - Umas ideias



Elementos da composição da autoridade masculina são estimulados, mas muito pouco discutidos no meio SM. Donos falam em proteção de suas submissas, mas sabemos mesmo que tipo de mecanismo nos empurra pra essa fala?

É claro que a própria experiência BDSM inclui algum perigo físico intrínseco que é combatido com uma cultura da responsabilidade entre Top e Bottom. Assim aprendemos uma cultura SM que diminui riscos das práticas reiterando a responsabilidade do Dominador sobre "sua peça".

Mas tirando isso, acredito que a Dominação Masculina, como expressão sexual do próprio patriarcado, nos proponha sempre a ideia do provedor, do pai, daquele que protege. Eu não conheço o processo das Domme mas conosco essa ideia é extremamente poderosa.



Porque por exemplo, mesmo em relações baunilhas, é comum que nós infantilizemos nossa interlocutora? Muitas vezes as tratamos como crianças porque em algum lugar sabemos que isso as fragiliza diante de nós, como filhas. Disfarçados em certos mimos e carinhos vai a mensagem: "Você é criança e não sabe das coisas".

Nesse sentido a Dominação Masculina circula em torno da ideia do Pater. E isso fundamenta nosso amor e zelo por nossas meninas, o sentido de proteção da Dominação Masculina.

A aceitação de tudo quanto impomos nos gera fascínio sexual talvez porque fiquemos surpresos quando afirmamos sexualmente símbolos da opressão do patriarcado (e te chamamos de puta, rimos de você ou te disciplinamos) e verificamos que há uma aceitação desse papel embaixo de nossa disciplina.
.

Ou seja, quando vemos que nossa violação é entendida como violação e mesmo assim aceita em nome da lealdade ou do amor a nós.
.
E é por isso que odiamos submissas que fingem a violação, que representam, que mentem. Nenhum de nós gosta da submissa que pede "mais forte, mais forte". Porque a violação proposta não está sendo entendida como violação, sequer. É uma ofensa significativa quando acontece.
.
Os processos eróticos que dão sentido à Dominação Masculina (ao menos na média) tem origem na ideia fundamental da domesticação, no âmbito sexual, da fêmea. Na ideia do uso.
.

Se isto é mantido no campo da sexualidade consensual apenas, qualquer acusação de machismo cai no vazio até mesmo para o senso comum. Vejo muitos Dons sem conseguir justificar suas preferências e cometendo o suicídio de afirmarem-se "machistas mesmo e foda-se". As pessoas são livres até para serem burras, sabemos.
.
A Dominação Masculina não precisa de legitimidade alguma para ter mais poder sexual, até porque ela simboliza justamente o próprio poder sexual falocêntrico. Mas ela precisa ser melhor explicada, defendida e a preferência por ela precisa da legitimidade de não estar associada ao machismo.
.
Caso contrário vão nos caçar pra sempre. Um resgate da identidade masculina na pós-modernidade precisa re-legitimar o prazer na violação sem conceder em tornar-se criminoso, anti-ético ou condenável.
.

É quase como ser um reformista do patriarcado: achar justo que as mulheres tenham direitos civis e ainda manter sua putinha obediente sem muita resposta porque ela está com a boca ocupada.


Marte
Dominador, RJ




*Texto postado originalmente em O Sagrado Masculino e gentilmente cedido pelo autor para publicação neste blog. 


7 de jan de 2015

Jeito de menina, malícia de mulher


Porque as meninas fortes também têm as suas fragilidades . 
Elas podem até exitar , mas não deixam de se mostrar por completo para Aquele que as têm . 
E , ainda que relutantes , elas também sucumbem aos encantos . desejos e prazeres de ser a doce menina Dele .  

Porque além de escrava , puta , cadela , capacho , brinquedo ou seja o que for que Ele deseja , a sub se torna uma tola diante de quem a domina . 
Seja por Ele gostar , por se divertir fazendo-a parecer assim , seja pelos mil pensamentos que povoam sua mente a cada minuto...Seja por qual motivo for , ela sempre terá seus momentos de fragilidades e tolices dignas de uma criança .

Porque querendo ou não e por mais centrada , racional , inteligente , experiente ou culta que seja a mulher , a sub tem as suas fragilidades , carências e necessidades , ela faz pirraça , pede colo , se alegra , ri e chora quase como uma criança . 
Querendo ou não e por mais madura e forte que ela seja , a sub é um ser frágil que busca quem lhe proteja , guarde e ajude a encontrar o caminho que ela não consegue encontrar sozinha . 


Porque querendo ou não , o Dom se torna um protetor e um orientador  , que castiga , cobra e direciona para que ela cresça como uma submissa consciente de suas decisões e desejos e cresça , também , como pessoa . 
Querendo ele representa o adulto responsável e ela , a criança que cresce sob o olhar e ensinamentos dele , desse alguém que a ouve  , e é ouve e respeitado como tal . Ela vai aprender , mas ainda assim , ela será sempre uma tola diante dele , será sempre uma menina , uma criança em desenvolvimento e terá sempre prazer em ser assim . 

Submeter-se não é apenas ser forte ou frágil , é mesclar a ingenuidade de uma menina com a malícia de uma mulher e saber usar o melhor de cada uma no momento certo , sendo inteira sempre . 



luah negra

2 de jan de 2015

Encontro

Ano novo, vida nova!
Estamos de volta!
E, sempre pensando no que poderíamos oferecer de melhor aos nossos leitores, optamos por publicar aqui este lindo relato, vivido por uma das nossas colaboradoras. 
Assim, reabrimos o blog em 2015, com este "Encontro". Boa leitura!



Então novamente vou ver o Dono de mim...e a Ele devotar meu encanto de servir...

Toda a adrenalina consome meu corpo, como sempre , preparativos, nervoso, desejos latentes e toda a vontade de estar aos pés Dele de novo...tão bom sentir isso!!!

Época corrida, natal, final de ano, todo o drama das famílias desejosas de festejar o ano que finda e o que se inicia, roubam o tempo de nossas vidas....mas mesmo assim, conseguimos uma brecha nessa loucura e lá vou eu,..com o coração a disparar no peito, a alma a gritar pelo peso da mão do Dono...pela humilhação que uma sub deve aceitar e por tudo o que isso diz em minha alma!!

Doida para poder me prostar aos pés desse Dono a quem idolatro e ali desepejar meu choro e libertar-me do fardo de vestir uma pele de mulher no dia a dia....deixar que a cadela saia de dentro de mim e se apodere de meu ser...e é só ali..aos pés Dele que isso se faz possível!!!

Chego finalmente ao meu destino...horas intermináveis de espera que se findam num instante dando lugar ao êxtase de ler a mensagem no celular...''estou aqui fora''....pronto, nesse momento tudo se desfaz em minha mente...esqueço todos os problemas e dificuldades para chegar até ali, esqueço da vida e passo a ser unica e exclusivamente a cadela desse Dono !!!

Entro no carro, mãos tremem, corpo treme, coração pulsa feito doido no peito...e penso até que Ele ouve o som, pois me pergunta tranquilamente...o que foi cadela?...nervosa???

Eu apenas sorrio e me embriago ao som da voz adorada...e deixo que a magia de ser sub e de poder viver isso se apodere de mim....e vou respondendo, me permitindo viver e absorver cada segundo do que começo então a viver...

Dono segue , me levando onde só Ele sabe...nunca sei nada do que está para acontecer...nunca sei o que virá..e isso é inebriante..é enlouquecedor...curiosidade e medo se mesclam ao tesão e delícia de estar alí!!!

Então Dono para...desce do carro e me diz fique aí quieta...ao que obedeço e fico observando os movimentos Dele...que tranquilamente acende um cigarro...e fica rodeando a janela onde permaneço sentada e melada...me olha firme nos olhos e segura meu rosto,...pensando que levaria um sonoro tapa me preparo...mas o que segue sáo varias cusparadas em meu rosto...fecho meus olhos com o susto, com o inesperado...havia sido alertada várias e várias vezes de que isso iria acontecer..mas como sempre não sabia a hora e o lugar que isso aconteceria...sinto meu rosto queimar, sinto a alma gelar..algo inédito , nunca vivido , a sensação de ser humilhada a esse ponto, de saber-me o nada que sou, toma posse de mim...me ver ali, subjugada a ponto de ser cuspida na cara, é algo inenarrável...algo que minha alma de sub não sabia ser capaz de suportar....eu pensava se teria nojo se isso um dia acontecesse....mas claro que não!!!!




Veio Dele...é um carinho para mim, receber de meu Dono o que Ele desejar me oferecer!!!

Me surpreendi com a intensidade do que sentí nesse momento único em minha vida...e ali fiquei parada, imóvel com a mão de Dono em meu rosto...e os tapas vieram...fortes e certeiros. assim como outras cusparadas...e depois Dono me perguntou , como eu me sentia, ao ser humilhada a esse ponto....eu busquei forças dentro de mim, para responder que me sentia feliz...e para agradecer a Ele pela honra de ser Sua cadela...por merecer que me olhasse e assim fizesse de mim o que em entendesse....



Dono então me disse a coisa mais linda que eu poderia ouvir...fiz isso para que você visse que é apenas uma cadela insignificante, um objeto para meu prazer....

Eu já chorando, tomada pela emoção do momento ouço então Dono dizer isso e me fazer concordar e repetir que eu era um nada, apenas uma cadela insignificante....e então Ele me diz antes de voltar pro volante...: uma cadela é nada e ao mesmo tempo é tudo para o Dono!!!

Nesse momento morri e fui ao céu...voltei radiante para o lugar onde estava...chorei muito...por um bom tempo, deixando toda a adrenalia fluir em minhas lágrimas...e assim foi essa experiência tão plena em minha vidinha de cadela...cadela submissa plenamente dominada e entregue a esse Dono maravilhoso que possui minha alma...



Agora eu sei e posso dizer que entreguei minha alma!!!


ametista_A_Luiz