Saúde

Índice de Textos
(role a página)


  • Entenda e elimine as suas celulites
  • Sexo é saúde
  • Impotência sexual feminina
  • Os benefícios da masturbação
  • 5 Dicas Para a Saúde Íntima da Mulher
  • Saúde do Homem
  • Vulvite e Vulvovaginite
  • Intestino saudável
  • Hidratação
  • Diga adeus a TPM
  • Pompoarismo
  • Quartos de motel... será que escondem perigos para a saúde?
  • Higiene Íntima
  • Menstruar ou não? Eis a questão...
  • Depilação íntima
  • Enema
  • Como tratar hematomas
  • Tratamento das queimaduras simples
  • Como tratar cortes e arranhões



*******************************************************************

Entenda e elimine as suas celulites

Dicas Para Eliminar a Celulite



A celulite é uma condição temida e embaraçosa que afeta a maioria das mulheres. Aí você se pergunta, por que afeta mais as mulheres? É porque Abaixo da pele, há uma camada de tecido que tem a função de unir a pele à musculatura. Em homens esse tecido possui um padrão diagonal e em cruz, que é liso e contínuo. Infelizmente, nas mulheres esse tecido conjuntivo corre verticalmente e, ao se ligar à pele, cria câmaras que prendem e apertam gorduras, produzindo o efeito ondulatório mais frequentemente nas coxas, quadris e nádegas.

A celulite é causada pelo depósito irregular de gordura bem abaixo da superfície da pele que produz esse efeito esburacado, entretanto, se você acha que a celulite é apenas causada pela gordura saiba que até mesmo a mulher mais magra pode sofrer de celulite. Ela é, na verdade, causada pelo efeito da gordura e dos tecidos conjuntivos musculares, em conjunto.celulite-como-evitar-estria

As principais causas da celulite são: problemas circulatórios, alterações hormonais, má alimentação, sedentarismo, tensão emocional, estresse e excesso de toxinas no organismo.

Segundo a Dra. Giuliana Bottino (Sociedade Brasileira de Dermatologia e preceptora do setor de Cosmiatria da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro), acabar com a celulite só é possível com um conjunto de medidas: alimentação saudável, exercícios físicos e tratamentos adequados.

 Dicas Para Eliminar a Celulite

A dica do Guru é evitar carboidratos como massas, pães e doces, gordura, fritura, excesso de sal, refrigerante não dietético, álcool e chocolate. Exercícios aeróbicos combinados com musculação ajudam a combater os furinhos. Além disso, os tratamentos estéticos contra a celulite também ajudam a combater o problema de maneira eficiente.

Beber muita água, usar cremes, géis e tônicos na pele, que são capazes de ajudar a eliminar a celulite, também são dicas importantes. Além disso, consumir suplementos alimentares à base de colágeno, como pílulas ou proteína, ajudam a melhorar a aparência da pele, pois o colágeno elimina esse problema e também a flacidez.

Assista ao vídeo abaixo e aprenda como eliminar as celulites, deixando a sua pele linda.





*******************************************************************

Sexo é saúde




Sempre ouvimos que praticar sexo regularmente faz bem à saúde. Será?

Sempre ouvimos dizer que praticar sexo regularmente faz bem à saúde. Mas será que esta afirmação tem fundamento?

Sigmund Freud, pai da Psicanálise, já falava disso em 1895. De lá pra cá, a medicina evolui com uma velocidade exponencial e os mistérios do sexo começaram a ser desvendados. Tamanha a importância do tema que, a partir de 1990, a Organização Mundial de Saúde incluiu a atividade sexual como parâmetro para medir a qualidade de vida das pessoas.

Fonte inesgotável de energias, o sexo de boa qualidade pode ser uma ótima forma de criar e manter o nível ideal de saúde e vitalidade. De acordo com diversos estudos, a prática do sexo seguro, freqüente e satisfatório pode ser capaz de diminuir as chances de se ter infarto do coração e hipertensão, evitar a insônia, aliviar o stress, melhorar a concentração e a atenção, queimar calorias e até ajudar a emagrecer! Mas não pense que estou falando daquele sexo “morninho”, “básico” e sem graça. Todos estes benefícios estão relacionados a ação de diversas substâncias no nosso corpo, cuja produção e liberação é diretamente proporcional ao desejo e a satisfação obtida na relação sexual. Ou seja, tem que estar com vontade de transar e satisfeita com o que foi feito!

Vou explicar melhor: cientificamente falando, o sexo de qualidade é capaz de aumentar bastante os níveis de adrenalina, serotonina e endorfinas, que são exemplos daquelas substâncias que citei anteriormente. Elas estão relacionadas ao bom humor, à disposição física, resistência à dor e a sensação de bem-estar geral. 

Quando a vontade para o sexo é despertada, o cérebro libera uma quantidade extra de adrenalina, que irá preparar o corpo para o ato sexual. E os efeitos são quase imediatos: aumento da freqüência cardíaca e da circulação do sangue, favorecendo a oxigenação dos tecidos; a pele enrubesce, a respiração fica ofegante e os órgãos sexuais respondem prontamente: nos homens, acontece a ereção; nas mulheres, a vagina se dilata e fica mais úmida para receber o pênis. À medida que o nível de excitação vai crescendo, uma outra substância entre em jogo: a endorfina.

A endorfina é a chamada por alguns de “elixir do prazer”. Responsável pela sensação de bem-estar e satisfação, ela alcança níveis máximos de liberação no momento do orgasmo, contrapondo os efeitos da adrenalina. Pode-se dizer que o orgasmo é nossa recompensa pelos altos níveis de excitação e esforço empreendido. É neste momento que as células nervosas cerebrais “descarregam” toda a sua energia, ao que geralmente se segue o relaxamento físico. 

Quem estiver sem parceiro, não se desespere! Parece que estes mesmos benefícios podem ser alcançados quando se está sozinho, com a masturbação, ainda que em menor escala. Na verdade, o mais importante disso tudo é ver como você está se relacionando com as pessoas, com seu parceiro e com você mesma. O sexo só vai fazer bem à sua saúde se você estiver com a cabeça boa para desfrutar dele!

Dra. Mariana Maldonado
 médica ginecologista e obstetra, especialista em Sexologia e Homeopatia.
Fonte:

*******************************************************************

Impotência sexual feminina




A impotência sexual feminina é o fracasso na obtenção da excitação sexual, apesar de ter tido um estímulo adequado.

Causas da impotência sexual feminina

As causas podem ser a dor decorrente da endometriose ou de uma infecção na bexiga ou mesmo nos órgão genitais, deficiências de estrogênio, menopausa. Além disso, até a remoção cirúrgica dos ovários podem acarretar este distúrbio.


Assim como no caso da impotência sexual masculina, a feminina pode também ser psicológica. Um questionário e um exame físico podem determinar se a causa do distúrbio é primariamente psicológica ou física.


Tratamento para a impotência sexual feminina

A terapia medicamentosa é feita com antibióticos ou hormônios. Os antibióticos são prescritos para combater possíveis infecções e os hormônios são para suprir alguma deficiência.


Os exercícios de Kegel¹ fortalecem os músculos pélvicos e podem ajudar a mulher a sentir mais prazer durante o contato íntimo, devendo fazer parte do tratamento.

¹Exercícios de Kegel:  é o nome de um determinado tipo de exercício físico que foi criado por Arnold Kegel, na década de 1940, e que tem como finalidade fortalecer o músculo pubococcígeo.

Este exercício consiste na contração e descontração destes músculos, que são por vezes nomeados músculos de Kegel, numa referência ao exercício. O objetivo deste é restaurar o tónus muscular e força do músculo já referido de modo a prevenir ou reduzir problemas do pavimento pélvico e aumentar a gratificação sexual.



Fonte:
Tua Saúde
Wikipedia

*******************************************************************

Os benefícios da masturbação para a saúde sexual feminina




Os benefícios da masturbação para a saúde sexual feminina envolvem melhorias em nível sexual, ao aumentar o conhecimento dos limites e necessidades do próprio corpo, mas também traz benefícios ao nível psicológico, comportamental e inclusive cardíaco.


A masturbação ajuda a exercitar músculos, produzir secreções e manter viva a genitália feminina, podendo melhorar a resistência à candidíase, reduzir os sintomas de tensão pré-menstrual e aliviar dores menstruais e das costas, ao aumentar o fluxo de sangue para a região pélvica.


A masturbação é uma forma natural de conhecimento do próprio corpo, através da auto-manipulação genital, objetivando o orgasmo. O orgasmo atingido através da masturbação não é diferente daquele da relação sexual compartilhada, tanto em intensidade e duração, como em qualidade e benefícios para o corpo.
Dra. Sheila Sedicias (Ginecologista)

Fonte:

*******************************************************************

5 Dicas Para a Saúde Íntima da Mulher




A boa higiene íntima da mulher é importante para prevenir doenças como infecções e candidíase, e ela também ajuda a controlar os odores típicos desta região. 
Confira essas 5 dicas básicas para garantir uma melhor saúde íntima:

Use calcinhas de algodão e evite a calça jeans, pois ela não deixa a região íntima ventilar

Dê preferência a depilação com cera ou faça a depilação definitiva, a laser mas evite retirar muito os pelos pois eles ajudam a proteger a região de infecções

Use papel higiênico macio, branco e de boa qualidade ou use sempre lenços umedecidos, sem perfume, e limpe-se sempre de frente para trás

Substitua os absorventes internos, no máximo, a cada 6 horas e os externos a cada 4 horas.

Sempre que possível, durma sem calcinha para que haja ventilação na região

Outras dicas importantes são: alimentar-se de forma saudável, evitar os vícios e praticar exercícios físicos regularmente. Assim, o organismo fica mais resistente a uma série de infecções.

Dra. Sheila Sedicias (Ginecologista)

Fonte: 

********************************************************************

Saúde do Homem



Você conhece algum homem que vá ao médico por livre e espontânea vontade? Mesmo sem sentir nada, apenas para ver se a saúde vai bem? Conhece? Sorte sua, porque eles são minoria. Isso é o que comprova uma pesquisa sobre hábitos de vida dos brasileiros realizada pelo Ministério da Saúde em 2007. Foram entrevistadas 54 mil pessoas das 26 capitais e do Distrito Federal.

Seu Dono vai ao médico regularmente? Que tal cuidarmos da saúde de quem nos domina incentivando-os a se cuidarem como eles nos incentivam?


Cuidar da saúde é uma questão cultural. Enquanto as mulheres aprendem, desde cedo, que é preciso ir regularmente ao ginecologista – e, depois, quando se tornam mães, que é preciso levar os bebês ao pediatra –, os homens não são criados com esse hábito.

Como o papel de provedor ainda é bastante forte na cultura atual, o sexo masculino não pode se fragilizar e comprometer esse papel familiar
“Como o papel de provedor ainda é bastante forte na cultura atual, o sexo masculino não pode se fragilizar e comprometer esse papel familiar. É considerado como o sexo forte e acredita ser mais resistente às doenças. Essas crenças dificultam a incorporação de medidas preventivas e a mudança de estilo de vida”, explica o dr. José Antonio Maluf de Carvalho, gerente médico do Centro de Medicina Preventiva, da Unidade Jardins Albert Einstein Medicina Diagnóstica. O fato é que, por essa questão cultural, os homens sofrem com mais doenças que poderiam ser evitadas caso houvessem atitudes preventivas.

Prevenir é melhor, sempre

Por mais batida que esteja essa máxima, ainda faz todo sentido quando o assunto é saúde. E no caso dos homens também deve ser aplicada, mesmo que a agenda esteja lotada. É preciso fazer sobrar tempo para ir ao médico entre um compromisso e outro.

No Brasil, os problemas cardiovasculares estão entre as principais causas de morte – e entre os homens a incidência é maior. Isso se reflete diretamente nos consultórios dos cardiologistas. Lá os homens são maioria, ainda que não esmagadora. “Entre meus pacientes, a proporção é de 60% homens e 40% mulheres”, diz o dr. Marcos Knobel, coordenador médico da Unidade Coronária do HIAE. O importante é que as doenças do coração e do sistema circulatório podem ser prevenidas.

A prevenção pode ser feita com check-up periódico para controle dos fatores de riscos cardiovasculares, como sobrepeso, obesidade, diabetes, colesterol, hipertensão arterial, entre outros.

Mas, quando se fala em prevenção, não basta ir ao médico periodicamente. Se não houver mudança de hábitos, de nada vai adiantar fazer visitas regulares. Evitar o cigarro e o álcool em excesso, alimentar-se de forma saudável, reservar um tempo para o lazer, para o convívio com a família e para desenvolver a espiritualidade também fazem parte de uma atitude preventiva.

Vencer preconceitos

Os idosos passam a se cuidar mais para previnir doenças crônicas que aparecem como tempo
Outro problema entre os homens são os preconceitos com determinados exames. Como o que detecta câncer de próstata, outra das principais causas de morte. O diagnóstico traz boas chances aos pacientes, mas para isso é preciso quebrar o tabu e realizar o exame de toque retal periodicamente. “No caso dos homens que apresentam história familiar de câncer de próstata em primeiro grau, a prevenção deve começar a partir dos 40 anos”, enfatiza o dr. Maluf.

Assim como os casados, os homens de mais idade passam a se preocupar mais com a saúde. As esposas realizam “forças-tarefas” para que haja visitas periódicas ao urologista, ao cardiologista ou ao clínico geral. “Os idosos passam a se cuidar mais para previnir doenças crônicas que aparecem com o tempo”, diz o dr. Fábio Nasri, geriatra do HIAE.

Exames essenciais

Para saber como está a saúde, vale acompanhar possíveis fatores de risco fazendo um check-up anual. “A história clínica e o exame físico devem nortear a solicitação de exames, que deve ser personalizada ao máximo”, explica o dr. Nasri.

Confira os principais exames do check-up masculino:

Exames de sangue para verificar os níveis de colesterol total e frações, triglicérides, glicemia e insulina
Avaliação de calcificação em coronária
Função hepática
Ácido úrico
Câncer de próstata: dosagem da enzima PSA
Câncer de cólon: colonoscopia
Função pulmonar, indicada aos fumantes

Raio X de tórax para avaliar os órgãos sólidos.

Fonte:

********************************************************************

Vulvite e Vulvovaginite



Vulvovaginite é uma inflamação da vulva e da vagina da mulher, vaginite é a inflamação da vagina e vulvite se refere à inflamação dos órgãos genitais externos da mulher, a vulva.

A vulvovaginite, vulvite ou vaginite, são infecções muito comuns e podem afetar mulheres de diversas idades, inclusive antes da puberdade ou após a menopausa. As causas desses transtornos são inúmeras. Bactérias, fungos, parasitas, substâncias químicas, higiene inadequada, alergias e até mesmo outras infecções como as sexualmente transmissíveis, podem causar essas inflamações.

As infecções por fungos ou pelo excesso de bactérias na vagina podem causar irritação, vermelhidão, corrimento de diversos tipos e com forte odor. Uma das infecções fúngicas mais comuns é a causada pela Candida Albicans, já a causada por Trichomonas é uma infecção sexualmente transmissível. Outras DST’s, como a gonorreia também podem causar vulvovaginite.

Para buscar o tratamento adequado é importante estar atenta aos sintomas da vulvovaginite, vulvite e vaginite, além do corrimento a mulher pode apresentar forte coceira, ardor ao urinar, dor durante o ato sexual e inchaço da região.


O diagnóstico da vulvovaginite ou vulvite e vaginite é feito pelo exame ginecológico. Com a coleta do material é possível diagnosticar qual a causa da inflamação e assim recorrer ao tratamento adequado. Exames como a vulvoscopia também podem ser utilizados para um diagnóstico mais preciso.

O tratamento da vulvovaginite, vulvite e da vaginite é realizado de acordo com o agente causador. Se a inflamação é causada por bactérias, fungos ou outros micro-organismos, a doença é tratada com antibióticos, pomada antifúngica ou pomada antibacteriana. A pomada de estrogênio é utilizada quando a inflamação é decorrente dos níveis baixos de estrogênio, caso comum durante a menopausa.

A mulher deve ficar atenta às inflamações causadas por agentes químicos, que causam alergia, como sabonetes, perfumes, absorventes. Nesses casos a vulvovaginite é tratada com anti-histamínicos.

O uso de preservativos, roupas íntimas de algodão e uma higiene adequada da região, podem ajudar a manter a vulvovaginite distante.

Fonte:


********************************************************************

Intestino Saudável





Nós, escravas e submissas, precisamos, mais que quaisquer mulheres, estarmos com a saúde em dia para melhor servir. E o intestino... como vai?
Um intestino saudável reflete em toda a saúde corporal. Ele deve possuir um bom equilíbrio entre bactérias e células da mucosa intestinal bem nutridas. Isto porque, o intestino é considerado o segundo maior sistema nervoso do corpo humano e nele são produzidos hormônios que regulam o metabolismo, podendo interferir na absorção de nutrientes, na quantidade de açúcar no sangue e até na sensação de saciedade.  Além disso, nele estão mais de 70% das células de defesa do nosso corpo.

De acordo com o Dr. Flávio Quilici, médico gastroenterologista e coloproctologista, a alimentação saudável é de extrema importância para a saúde deste órgão. “Incluir alimentos probióticos, ‘as bactérias do bem’, no cardápio pode estimular o crescimento de microrganismos benéficos com consequente melhoria da saúde do organismo”, explica.

Fatores de problemas gastrointestinais nas mulheres

Intestino SaudávelDr. Flávio afirma que os problemas de intestino são quatro vezes mais frequentes nas mulheres do que nos homens. Isso se deve também a fatores psicológicos, emocionais, sociais e culturais. Outro fator é a criação diferenciada concedida às meninas ainda na infância.

Enquanto ainda criança, a mulher é orientada a não usar banheiros públicos, pois são sujos, e a usar apenas o de casa. Também é orientada a não sentar na privada, porque pode pegar uma doença. Assim, de acordo com o gastroenterologista, a mulher não se sente confortável no banheiro, pois foi ensinada que fezes são sujas, que este é um ato ruim, que não pode soltar gases etc.

“Esses fatores vão inibindo a evacuação da criança, que vai acostumando a evacuar apenas em casa. Os fatores educativos e culturais, portanto, são preponderantes no sentido de bloquear a vontade de ir ao banheiro, principalmente no caso das mulheres”, detalha.

Sintomas e dicas de cuidados

Os problemas gastrointestinais mais comuns são gases, inchaço, sensação de peso abdominal e constipação. Para prevenir ou tratar estes problemas os principais cuidados são:

Manter uma alimentação saudável, rica em fibras, iogurtes e leites fermentados com probióticos (microrganismos vivos conhecidos como as “bactérias do bem”) do tipo bifidobactérias;
Comer devagar, mastigando bem os alimentos, fazendo as refeições regulares (café da manhã, almoço e jantar);
Evitar a ingestão, em excesso, de massas com farinhas refinadas, batata e chocolate;
Beber líquidos (água e sucos naturais) na quantidade mínima de dois litros diários;
Ir ao banheiro sempre que tiver vontade, caso contrário, as fezes poderão ficar secas, endurecidas e difíceis de serem eliminadas;
Evitar o uso de laxantes, em especial os catárticos, e quando forem necessários, só utilizá-los com orientação médica;
Fazer exercícios regulares, no mínimo três vezes por semana, tais como, caminhar, pedalar e nadar.


Fonte:



********************************************************************

Hidratação 



Conheça a importância de beber muita água!

“A nutricionista Juliana Morais explica os benefícios da hidratação em dia”
Todos sabem que beber muita água é extremamente importante para a saúde. Isso porque, ao longo do dia, perdemos muito líquido no corpo, pela transpiração, suor, saliva, urina e fezes. De acordo com a nutricionista Juliana Morais, para os indivíduos que praticam atividades físicas a desidratação é ainda maior. E para quem participa de uma sessão daquelas bem hard, com muito gasto de energia, suores, lágrimas? Nesses casos, a hidratação se faz ainda mais necessária.

Recomendação diária de líquidos

Ainda segundo Juliana, a recomendação de ingestão adequada de água é o total de 3,7 litros para homens (de 19 a 70 anos) e 2,7 litros para mulheres (de 19 a 70 anos) diariamente. Essa recomendação é essencial para prevenir danos, principalmente casos graves de desidratação, que podem desencadear anormalidades metabólicas e até mesmo funcionais.

“ O consumo abaixo do recomendando ainda não foi associado a doenças crônicas. Já o consumo máximo diário não existe, já que a água é facilmente eliminada pelo corpo. O que não podemos é tomar muita água o tempo todo, pois isso, pode exceder a taxa de excreção dos rins, o sobrecarregando”, afirma a nutricionista.

Ao total de líquidos que ingerimos diariamente, tomando como referência a porção para adultos, 81% procede de líquidos (água e bebidas variadas) e 18% é proveniente dos alimentos.

Beber muita água emagrece?
Tomar muita água diariamente ajuda até mesmo na perda de peso. Isso porque, todo o processo de emagrecimento gera muitas toxinas, que são liberadas mais facilmente através da água. O bom consumo de água facilitará na eliminação das toxinas através da urina, suor, fezes, entre outros.

Dicas para ficar com a hidratação em dia
Não espere ter sede para consumir a água ou outro tipo de líquido saudável. Segundo a nutricionista Juliana, a sede é o primeiro sinal de desidratação. “Lembre de beber cerca de 300 ml de água a cada 2 ou 3 horas, preferencialmente em um horário longe das grandes refeições como almoço e jantar”, explica.

Fonte: 

********************************************************************

Diga adeus a TPM





Qual mulher nunca sofreu de TPM? A famosa síndrome da Tensão Pré Menstrual é o terror de muitas mulheres e acredite, de muitos homens também.
Mas e quando ela aparece no dia de ver o Dono? Não queremos ter esse terrível incômodo justo nesse dia, não é? 
Segundo especialistas, a TPM é causada por influências hormonais que são consideradas normais na mulher. Essas influências atingem o sistema nervoso central, provocando alguns desconfortos físicos e psicológicos antes da menstruação.

Os sintomas da TPM mais comuns são ansiedade, depressão, inchaços, dor de cabeça, vontade de chorar, irritação, dor nos seios, entre outros. Essa síndrome, também pode afetar na alimentação, aumentando o desejo por doces, salgados e tão conhecido chocolate por ser consumido pelas mulheres neste período. Existem muitos sintomas da TPM e eles podem variar de cada mulher.

Como aliviar a TPM

De acordo com a Fisioterapeuta especialista em saúde da mulher, Meg Martins, uma boa dica para aliviar os sintomas da TPM são exercícios físicos e outras atividades que podem dar a sensação de bem-estar e ajudar na saúde da mulherl.

‘’As atividades físicas contribuem para liberar endorfina, uma substância natural produzida pelo cérebro e considerada um analgésico natural no corpo, ela pode contribuir para aliviar a tensão durante a TPM, proporcionando um relaxamento físico e mental, contribuindo também para uma maior autoestima.  Esses exercícios podem ser uma simples corrida ou caminhada, exercícios aeróbicos, pilates, um pequeno jogo esportivo, entre outros’’, explica.

Outra dica é evitar situações que possam causar estresse, como pensamentos negativos, marcar reuniões ou outros tipos de compromissos mais importantes. Ou seja, o recomendável é evitar situações que são naturalmente estressantes durante este período. Ainda segundo a fisioterapeuta, importante também é manter uma alimentação balanceada, com alimentos como frutas, legumes, verduras que são ricos em nutrientes e beber muita água.

Mas, muita atenção, ainda segundo Meg Martins, se por algum motivo os sintomas da TPM forem muito fortes, fora do comum, à recomendação é procurar um ginecologista. ‘’O tratamento da TPM varia em cada caso e em alguns deles podem ser usados medicamentos. Por isso, cada situação deve ser avaliada por um especialista’’ conclui.

Fonte:



********************************************************************

Pompoarismo

“A técnica tailandesa que ajuda a fortalecer os músculos da vagina e aumentar o prazer do casal”





O pompoarismo é uma técnica que visa fortalecer a musculatura vaginal através de poucos minutos de exercícios diários. Ele é um aliado para as mulheres que possuem dificuldades de alcançar o orgasmo, o que acontece muitas vezes, por falta de não conhecer e explorar seu próprio corpo e nós, escravas submissas, que entregamos aos Donos nossos corpos, precisamos conhecer-nos muito bem, para dar a Eles o melhor de nós.

A ginástica intima de origem tailandesa, ainda ajudar a controlar sintomas de quem sofre de incontinência urinária, incontinência fecal, ressecamento vaginal, e outros. Para mulheres grávidas, contribui para a preparação para o parto e recuperação de pós parto.

A mulher que pratica o pompoarismo, se torna mais ativa, isso pela liberação da endorfina, o que melhora na disposição e vitalidade, igualmente a outros tipos de atividade física.

Como funciona o pompoarismo
Existe um grande anel muscular que envolve a vagina, assim, as contrações realizadas no exercícios serão sempre conjuntas. Estas contrações podem acontecer voluntariamente, como por exemplo, praticando exercícios ou de forma não voluntário, como acontece no momento do orgasmo.

As contrações voluntárias realizadas através dos exercícios podem contar com o auxílio de bolinhas tailandesas (bolinhas presas através de um cordão de nylon), estão são indicadas especialmente para as mulheres iniciantes, pois, contribuem no fortalecimento rápido da região vaginal.

Os exercícios mais comuns são o de chupar, estrangular, expelir, ordenhar, sugar, torcer e travar.

Dicas de exercícios de pompoarismo:
A mulher deve se sentar em uma cadeira onde fique com a coluna um pouco inclinada para frente. Depois coloque os pós em paralelo e as mãos nos joelhos. O exercício é inspirar a contrair os músculos do canal vaginal, conte até 30 e relaxe aos poucos. Esse exercício deve ser repetido durante 10 minutos.
Fique de pé e coloque os braços ao longo de seu corpo. Coloque os pés um pouco separados, contraia o bumbum e tente uni-los o máximo que conseguir, vá contanto até 10, depois relaxe.
Ainda de pé, tente contrair e relaxar a musculatura da vagina como se estivesse pulsando durante 10 minutos.
Para realizar o pompoarismo e ter resultados é preciso uma dedicação diária. Existem alguns profissionais e cursos que podem ajudar na prática destes exercícios.

Fonte:

********************************************************************

Quartos de motel... será que escondem perigos para a saúde?




Nem todo mundo pode dispor de um dungeon super bem equipado ou mesmo levar o parceiro para casa na hora de fazer a sessão... resta então uma única alternativa: o velho e bom motel.
Mas será que nossa saúde, tão exposta a riscos diversos nas práticas SM, está segura nesses lugares?

Você já pensou nos riscos que um quarto de motel pode representar para sua saúde? Quando a temperatura esquenta, pouca gente pensa nisso. Mas o risco de contrair, principalmente, uma doença sexualmente transmissível DST existe. Para se ter ideia, alguns vírus, como o HPV, por exemplo, podem sobreviver por até sete dias em uma superfície. Se os cuidados com a higiene não estiverem totalmente alinhados, as chances de contaminação são enormes. Banheiras e lençóis podem guardar uma grande quantidade de vírus, que podem gerar desde problemas mais simples como a candidíase até os mais sérios como o HPV, explica o médico mastologista do Hospital A. C. Camargo, Levon Badiglian Filho.

Motel

De acordo com o professor Antonio Carlos Morilha, especialista do Guia de Motéis e colaborador da revista Moteleiro, os cuidados com o quarto do motel devem ser colocados em primeiro plano. "As toalhas devem ser esterilizadas e todo o quarto deve ser desinfetado, como banheiras, sauna e cadeiras. Assim, os riscos de contaminação são nulos e os adeptos podem ficar tranquilos", explica. "O cliente que perceber algo errado deve informar imediatamente a recepção, além de se informar sobre todos os cuidados com a higiene do motel".

Raio-X do quarto

De acordo com o médico do A.C. Camargo, a primeira atitude é prestar atenção nos pequenos detalhes do lugar que você frequenta. "Fazem parte das medidas de segurança procurar estabelecimentos que apresentem o mínimo exigido de condições higiênicas, observar a aparência da fachada externa (que pode dizer muito sobre o ambiente interno), além de desconfiar de preços muito baixos", explica Levon. Outros sinais podem estar invisíveis aos olhos, por isso que os cuidados devem ser redobrados. "Devemos analisar todos os objetos que entrem em contato com a mucosa e principalmente com os órgãos genitais. Principalmente, aqueles que sejam de difícil esterilização, como banheiras e bancos, já que muitos vírus e bactérias causadores de doenças são bastante resistentes", diz o mastologista. "Alguns micro-organismos sobrevivem em superfícies inertes e secas por um longo período de tempo, como o gonococo (causador da gonorreia), que permanece ativo de 1 a 3 dias e o HPV, até 7 dias" . 

Há quem prefira levar para o motel um pouco de álcool para desinfetar o local como forma de se precaver. Mas será que essa é a solução mais indicada? "O álcool em gel a 70% é ótimo para eliminar qualquer vestígio de vírus. Mas, vale lembrar que essa é obrigação dos estabelecimentos, e se a pessoa faz isso é por que não confia no padrão de limpeza do motel", explica o mastologista.

Os campeões de contaminação

Banheira: marcas de ferrugem ou de manchas são sinais de má higiene. A melhor opção é não usar e desistir do estabelecimento. 

Assento sanitário: existem motéis que apresentam um lacre de higienização; esses são os mais confiáveis. Mesmo assim, observe se houve a limpeza, caso contrário, avise a recepção e procure outro lugar. 

Toalhas: as toalhas devem ser brancas e não podem apresentar nenhum indício de manchas. Prefira os estabelecimentos que usem o processo de esterilização e mande as toalhas ensacadas individualmente. 

Lençol: mesmo uma manchinha pequena indica que a limpeza não foi realizada da maneira correta. Se a sujeira ainda está lá, os vírus também podem estar. 

Piscina: antes de mergulhar, preste atenção na cor e no cheiro da água. Qualquer fator incomum precisa ser levado em consideração. 

Cadeiras: os bancos e cadeiras precisam estar limpos e secos, e mesmo se tudo estiver em ordem prefira colocar a toalha antes de sentar-se.

Fonte:

*******************************************************

Higiene Íntima


Algumas respostas sobre o uso de produtos para higiene íntima
Nós, escravas e submissas, gostamos e precisamos ter uma higiene íntima bem feita. Por isso vão aí algumas dicas de prós e contras no uso de produtos para essa região.

Sabonetes líquidos, absorventes diários e lenços umedecidos para o cuidado da região íntima fazem parte da rotina de higiene de muitas mulheres. De diversas marcas, cores, fragrâncias e formatos, eles são compra certa da ala feminina, mas ainda geram dúvidas em relação à funcionalidade. Para esclarecer os prós e os contras, o ginecologista Paulo César Giraldo, da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), esclarece algumas dúvidas.

Sabonete íntimo - Getty Images



Os sabonetes íntimos alteram o pH da região vaginal? 

Muito pelo contrário. Os sabonetes líquidos íntimos são produtos a base de ácido láctico, que é um componente natural da pele. Como o pH da região externa vaginal é entre 5 e 5,5, esses sabonetes específicos têm o atributo de mantê-lo o mais próximo do ideal para o desenvolvimento e manutenção das células da pele. O pH da pele é afetado por muitos fatores, como, por exemplo, a transpiração, falta de ventilação e predisposição genética. O uso desses sabonetes específicos são importantes para que o pH seja devidamente controlado e a região permaneça higienizada e protegida por mais tempo. 

Sabonetes comuns - Getty Images

Os sabonetes comuns ou neutros são eficazes para a limpeza da região íntima? 

A composição dos sabonetes em barra tem pH muito alcalino e, por isso, podem remover a acidez natural da região da genitália feminina, causando ressecamento e irritações. Os sabonetes neutros também não são indicados, pois são mais alcalinos ainda, já que possuem pH 7. Na falta de sabonetes íntimos, o especialista recomenda o uso de produtos fisiológicos, leves e sem perfume.  

Lenços umedecidos - Getty Images


Em quais ocasiões os lenços umedecidos devem ser usados? 

Os lenços umedecidos são ótimos para se carregar na bolsa e usados ao longo do dia e em situações de emergência, como viagens. São muito eficientes para a higiene em momentos em que não se pode ter acesso à lavagem adequada. O uso de lenços umedecidos, desde que eles sejam específicos para a região íntima, é preferível em relação ao papel higiênico, pois o papel pode se desfazer no momento do uso, deixando resíduos na região.  

Fonte:


******************************************************


Menstruar ou não? Eis a questão...





O Dono marcou a sessão e um dia antes ela chega: a menstruação.
Quem nunca passou por isso? Nem todas as submissas podem contar com aqueles ciclos certinhos e então surge a opção salvadora: não menstruar. Você já pensou nisso?

Para começo de conversa, esqueça o conceito de nossas avós de que sangrar periodicamente desintoxica o corpo. A menstruação nada mais é que a eliminação do endométrio, a camada que reveste a parede interna do útero. Quando o óvulo não é fecundado, ele se desprende e acaba rompendo vasos sanguíneos — e é só isso. Não é de hoje que alguns médicos defendem a interrupção total desse processo. "É uma maneira de acabar com a TPM e proteger a mulher contra a anemia", endossa o ginecologista Elsimar Coutinho, de Salvador, na Bahia, um dos primeiros a sugerir o fim da menstruação. Mas há quem acredite que ela seja um bom reflexo de como anda o organismo. "Menstruar faz parte da fisiologia da mulher", afirma o ginecologista paulistano Rogério Ramires. "Se não há distúrbios menstruais que mereçam a indicação de interrupção, não vejo por que prescrevê-la", acrescenta. 
Entre as mulheres, as opiniões também divergem. Há uma tendência a abandonar as regras principalmente entre as que deixam de realizar alguma atividade rotineira por causa dos sintomas do período menstrual. "A menstruação está deixando de ser um símbolo de feminilidade", observa a psiquiatra Carmita Abdo. Ainda assim, vale notar, a maioria da ala feminina não abre mão dela.


Diz o famoso ginecologista Malcolm Montgomery que toda mulher saudável menstrua, vai menstruar ou já menstruou. Por isso, mesmo que muitas sofram com TPM, cólicas e outras dores, elas têm que conviver com incômodos. Ou melhor, tinham. Há anos, a medicina vem pesquisando formas de amenizar esse sofrimento feminino mensal. Agora, o que parece estar surtindo efeito é uma nova geração de contraceptivos, além de evitar a gravidez, podem suspender a menstruação e, consequentemente seus sintomas. 

Há anticoncepcionais lançados no mercado e anunciados como métodos revolucionários. Exageros à parte, o dispositivo intra uterino é inserido através da vagina e libera hormônios diretamente no útero, o que diminui a possibilidade de efeitos colaterais, exceto a amenorréia (suspensão da menstruação). É ai que um grupo grande de mulheres percebe a vantagem: uma vida mais cômoda, longe da ditadura dos absorventes. Existem outros contraceptivos, com mecanismos semelhantes de interrupção do fluxo menstrual. É o caso do implante subcutâneo (com duração de seis meses ou um ano), que libera progesterona sintético na corrente sanguínea, e da injeção intramuscular de hormônios depositários, aplicada de três em três meses. Até a própria pílula tomada ininterruptamente, impede a menstruação. 


E você o que prefere? Menstruar ou não menstruar? Se escolheu a segunda opção, procure seu ginecologista.
  

Fontes:

**********************************************************************

Depilação íntima


Embora o assunto seja mais estética que saúde, abordaremos o tema algumas vezes por ser de muita utilidade para nós, submissas e escravas, que gostamos de estar bem depiladas para o Dono, caso ele goste assim, dando importantes recados sobre as variadas técnicas a fim de preservar a saúde, tão preciosa para nós.
Estas são 3 dúvidas sobre depilação íntima.

O ritual não é dos mais agradáveis, mas muitas mulheres não abrem mão dele em nome do conforto (e nós, em nome dos Donos). A ginecologista Flávia Fairbanks e a dermatologista Paula Penna, ambas de São Paulo, esclarecem as questões mais frequentes sobre o assunto.


1. Posso remover todos os pêlos?
Não é bom, já que eles são uma barreira contra a entrada de resíduos de fezes e urina na vagina e no ânus, o que pode causar infecção. Por outro lado, pelos em excesso, às vezes, favorecem o acúmulo dessas substâncias e dificultam a higiene, facilitando a proliferação de microrganismos.

2. Corro o risco de pegar alguma doença de pele?
A cera resseca, aumentando o risco de alergia e infecção. Por isso, depois da depilação hidrate a região (só externamente!). Mas cuidado, porque o maior perigo é a procedência da cera: se não for descartável, vira foco de fungos e bactérias que podem provocar vários tipos de infecção.

3. Por que dói mais quando estou menstruada?
Tem a ver com a liberação de uma substância inflamatória (a prostaglandina) antes e durante a menstruação. Nas mulheres com tendência a reter líquidos
nesse período, o inchaço comprime as terminações nervosas, aumentando a sensibilidade à dor.

Fonte:




*******************************************************




Enema






Enema, enteroclisma, chuca ou clister, são nomenclaturas que designam a introdução de líquido no ânus para lavagem, purgação ou administração de medicamentos.

Na prática sexual

O uso do enema é muito difundido entre os praticantes de sexo anal, sejam hétero ou homossexuais e para nós, escravas e submissas, é essencial limparmos o reto a fim de eliminarmos qualquer resíduo de matéria fecal para, nas práticas anais, estarmos preparadas e limpinhas para o Dono evitando assim, desconforto e surpresas desagradáveis.
Ainda que possa parecer assustador trata-se de um procedimento muito simples.


Como usar um enema passo a passo 

Ainda que você possa praticar sexo anal sem necessariamente ter usado um enema previamente, este tipo de objeto ajuda a evitar que durante o encontro possam acontecer surpresas desagradáveis, principalmente para nós, escravas e submissas que comumente somos submetidas a outras práticas anais além do sexo puro e simples. Mesmo que as práticas anais sejam altamente prazerosas e excitantes, é muito importante manter as medidas de higiene se a meta for atingir o clímax, desfrutar e dar total prazer ao Dono.
O enema é uma espécie de bomba oca que deve ser preenchida com água para proceder à limpeza do trato retal. A primeira recomendação é usar água potável para evitar qualquer tipo de concentração de cal ou cloro que possa irritar a delicada zona do ânus.
O água deve estar a uma temperatura morna que seja agradável ao contato com a sua mão; se estiver muito fria ou muito quente pode te ocasionar moléstias e danos.
Encha o enema com a água uma vez que você estiver seguro da temperatura do líquido. Alguns enemas podem vir com vários bicos, finos ou mais grossos. O que os diferencia é que alguns extraem o líquido mais rapidamente e outros mais lentamente.
É muito importante usar um lubrificante íntimo à base de água para poder introduzir o enema com maior facilidade e sem incômodos no ânus. Lubrifique completamente o bico do enema e também um pouco o ânus.
Escolher uma postura cômoda para aplicar o enema é muito importante, pois a ideia é que você retenha o líquido em seu ânus durante pelo menos alguns minutos, deste modo você vai conseguir limpar de forma adequada o orifício e assim vai poder praticar sexo anal com a maior comodidade.
Você pode selecionar qualquer uma das posturas com as que você normalmente pratica sexo anal, tenha apenas em conta que se você planeja deitar-se para aplicar o enema, deve colocar um plástico ou toalha para evitar que a água molhe a zona na qual você está. 
É fundamental estar relaxado na hora de aplicar o enema, desta forma o processo completo será bem mais simples. Introduza o bico com cuidado e uma vez que esteja lá dentro pressione a bomba do enema sem soltá-lo para que o líquido não seja devolvido. Você deve reter a água por alguns minutos e depois sentar-se na privada e fazer força ligeiramente para esvaziar o líquido.
Toda a limpeza não levará mais de 5 minutos por tratar-se apenas da limpeza do reto e não de partes mais profundas dos intestinos; é um procedimento que vai te garantir práticas anais prazerosas e sem surpresas.


Sem excessos



Quanto à frequência e quantidade, vale o ditado: tudo que é demais faz mal. Não é recomendado usar muita água de uma só vez. Algumas pessoas deixam a água entrar até sentir dor, para, então, evacuar, mas muita água pode romper o intestino. A água em excesso também pode causar dificuldade em reter as fezes ou o contrário: o intestino pode se acostumar com a chuca, ficar “preguiçoso”, e a pessoa não consegue mais evacuar normalmente. Pelos mesmos motivos, a chuca diária também não é recomendada. Uma alta frequência também pode perturbar a flora intestinal, resultando em diarreia e infecções, ou causar alteração na concentração de substâncias que conduzem corrente elétrica no corpo. 

Fontes:



*****************************************************


Como tratar hematomas






As marcas deixadas pelo Dono em nossa pele são sempre muito desejadas e ficamos tristes quando começam a desaparecer... mas e quando precisamos que elas desapareçam por um convite para ir à praia com a família ou mesmo uma consulta médica?
Não existe nenhuma receita milagrosa que faça com que esses hematomas desapareçam imediatamente mas, se o compromisso foi marcado com uma certa antecedência é possível tomar algumas medidas simples para que elas sumam mais rápido.



Por que os hematomas surgem?

"Quando sofremos alguma lesão, é possível que aconteça um rompimento de tecidos e até mesmo dos vasos sanguíneos. Como não existe nenhuma ferida aberta, o sangue se concentra nessa determinada parte do corpo, que fica com uma tonalidade diferente na pele", explica o ortopedista Ricardo Munir Nahas, diretor científico da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte.



O que se pode fazer

Na hora de cuidar de um hematoma não adianta optar por receitas mirabolantes. De acordo com o especialista, uma compressa de gelo é a melhor solução para o controle do sangramento. "A conseqüência disso é a diminuição do roxo na pele".



Mas o gelo só faz efeito se colocado no tempo certo. "É preciso fazer a compressa no ato da pancada ou, no máximo, depois de 48 horas, caso contrário todo o sangue já estará espalhado pela pele, dificultando o processo de diminuição da mancha", diz o ortopedista. E as compressas precisam acontecer, no mínimo, três vezes durante esse período. 

Fonte:



***********************************************



Tratamento das queimaduras simples









Esta é para aquelas que servem àqueles sádicos mais hards que gostam de "brincar" de queimar a escrava com cigarros e afins...
Para quem gosta é outra marquinha muito desejada mas os cuidados para não infeccionar são necessários também pois a saúde é tão desejada quanto a marca.

As primeiras providências após uma queimadura são esfriá-la e limpá-la. Comece com água corrente fria na lesão por até 15 minutos. Atenção: a água deve ser fria, não gelada; nunca coloque gelo nas lesões, pois o mesmo também pode queimar a pele. Inicialmente não é preciso nenhum produto de limpeza específico, basta água e sabão simples.

NÃO APLIQUE NENHUMA SUBSTÂNCIA SOBRE A LESÃO, principalmente manteiga, óleos, pasta de dente, café etc…

Retire qualquer tipo de roupa ou objeto que esteja sobre a lesão. Se os mesmos estiverem aderidos, não force para não lesionar ainda mais a pele.

Se a pele estiver danificada, envolva a lesão com compressas ou gazes úmidas (estéreis de preferência). Não use materiais que possam ficar aderidos a pele, como algodão. Não envolva a lesão com ataduras ou qualquer material que faça compressão, proteja a pele sem pressioná-la.

Se houver bolhas, nunca as estoure; se houver pele pendurada, não a arranque.

Se a queimadura for simples, pequena e superficial, pode não ser preciso atendimento médico e após o devido resfriamento e limpeza da ferida, pode-se aplicar um hidratante a base de Aloe Vera (babosa ou aloés) ou vaselina. Se a pele não estiver intacta, não aplique nenhuma substância, pois as mesmas aumentam os riscos de infecção da ferida.


Fonte:
MD.Saúde



          *************************************************************************



Como tratar cortes e arranhões



Para aquelas cujos Donos gostam de brincar com lâminas...

É importante cuidar dos possíveis cortes ou arranhões, afinal, podem acabar infeccionando. 
Devemos lembrar que a submissa/escrava é propriedade do Dono e deve, assim, cuidar muito bem do que pertence a Ele. Nesse caso específico, seu corpo.
Aí vão algumas dicas muito simples de cuidados com esses ferimentos. 

Cortes ou arranhões superficiais, o próprio organismo tende a cicatrizar, uma vez que a corrente sanguínea conta com plaquetas e proteínas responsáveis pela formação de coágulos que interrompem a circulação, assim que algum determinado vaso se rompe.

Algumas ações simples realizadas podem agilizar a recuperação e impedir uma infecção, tais como:

- Lavar as mãos com água e sabão antes de cuidar do ferimento para não incorporar germes na região lesionada;

- Comprimir o local com pano limpo ou gaze até estancar o sangue, caso esteja ainda sangrando;

- Lavar o ferimento com água e sabão, para a remoção de resquícios de sujeira.

Todos esses procedimentos devem ser realizados com atenção para não comprometer a lesão.

Quando refere-se a  cortes mais profundos, o primeiro passo é estancar o sangramento, e limpar a região com um pano úmido em água até encontrar o local do ferimento, pressionar com gaze ou com um pano limpo para estancar o fluxo de sangue.

Destacamos as principais recomendações com relação aos cortes ou arranhões:
- Evite assoprar o ferimento para não contaminar a região com os germes que ficam normalmente na boca;
- Não use o algodão para estancar o sangue, pois as fibras grudarão na ferida e dificultarão sua remoção;
- Não aplique álcool, produtos desinfetantes ou pomadas na região do ferimento. O recomendado é apenas lavar com água e sabão;
- Ao surgirem sinais de infecção na região do ferimento como:  inchaço, pus, dor, vermelhidão, entre outros, não hesite em buscar auxílio médico.

Lembre-se de estar em dia com a vacina antitetânica, muito importante para quem está exposta a práticas com lâminas, bem como as vacinas contra Tuberculose e os diversos tipos de Hepatites, muito importantes também.
 Estando protegida o prazer é maior e sem riscos.


Fonte:


2 comentários:

Perséfone Core disse...

Sobre o post de menstruar e não menstruar, optei por não menstruar mais. Coloco um implante subcutâneo de elcometrina a cada 6 meses. Não tenho mais TPM, nem cólicas, nem dores nas pernas, nem dor de cabeça e minhas celulites diminuíram consideravelmente, sem FAZER NADA!!! Não tive efeitos colaterais.

Minha médica, garante que tudo volta ao normal depois da retirada do implante e é verdade mesmo, pois minha amiga tirou e engravidou normalmente. Você apenas volta a ser uma menina durante 6 meses, rsrsrs.

Durante o os primeiros meses, tive apenas um desconforto, o escape (pouco sangue que desce por um dia ou mais). Tomei durante sete dias o ácido tranexâmico (com receita médica claro, não vai sair tomando remédio sem indicação! Eita, isso não!!!!) e parou. Depois, não menstruei mais.

O implante vai liberando pequenas doses de hormônio na corrente sanguínea e serve de contraceptivo e pra outras coisas tb.

Mulheres que possuem uma TPM horrível e sofrem com isso, miomas, endometriose, alguns ginecologistas, aconselham a mulher a não menstruar, pois a menstruação ajuda a piorar o quadro.

Acho que vale a pena, conversar com o seu ginecologista e tentar. Pra mim, deu certo. Conversei bastante com outras mulheres que usam e usaram e vi que o melhor pra mim, era o implante. Até por conta da minha saúde. Pílulas já eram! Ao menos pra mim.

Beijos meninas!!! Adorando que o blog trate sobre saúde tb!!!

{perséfone core}_DC

*escravas e submissas* disse...

Ótima contribuição a sua com esse relato real de quem optou por não menstruar, perséfone core_DC.
Outro mito tb que se derruba aí é o de que os sabonetes íntimos alteram o PH da vagina, muito difundido por aí e que dá um certo receio de usar direto mas com o aval de um ginecologista renomado podemos ficar sossegadas ;)
Agradecemos a preciosa contribuição.

Beijos