4 de fev de 2017

Casa da Mãe Joana???



"Casa da mãe Joana é uma expressão popular que significa "o lugar onde todos mandam", sem organização, onde cada um faz o que quer."

E então, pergunto:
O BDSM é a casa da mãe Joana?
Eu mesma respondo: Não, não é!

E alguém perguntaria:
E quem é você, cara pálida, para dizer isso? Acaso é a síndica? A gerente, a dona do "estabelecimento"? A detentora de todas as verdades? A manda-chuva do BDSM?

Não sou dona de nada, nem de mim, já que pertenço a outra Pessoa. Mas defendo e defenderei sempre aquilo que me encantou justamente por ser diferente, por me dar uma vivência diferente da banalidade, hierárquica, injusta às vezes, difícil mas plena e prazerosa e que faz meu sangue correr com mais paixão nas veias. Não quero perder isso e então, repito: O BDSM não é a casa da mãe Joana!

Tem regras? Tem sim. E quando se começa a ignorar essas regras em nome do "meu BDSM" é que a coisa vira bagunça e fica perigosa porque onde não há regras pode-se fazer qualquer coisa. Qualquer coisa mesmo. E aquelas submissas que defendem a falta de regras deveriam estar muito atentas a isto, ao que estão defendendo. 

Tem liturgia? Tem sim! É isso que o torna diferente de outros tipos de relações. Muitos não gostam da liturgia, acham uma palhaçada e estão no seu direito. Mas para quem acha que liturgia são só cerimônias cheias de aparatos, estão enganados. Muitos que dizem desprezar a liturgia querem que suas submissas beijem seus pés, suas mãos, que os chamem de senhor, que ostentem suas coleiras e isto também são pequenos atos litúrgicos porque, como já disse antes e vou repetir, uma relação hierárquica já carrega em si uma liturgia implícita imposta pelo respeito, que demanda uma série de comportamentos específicos que nada mais são que pequenos atos litúrgicos do dia a dia. 
Então, quem condena a liturgia mas faz uso destas coisas está apenas sendo bobo.

Tem fetiches? Tem sim! E são os mais variados porque fetiches são infinitos, é aquilo que faz a cabeça (e o tesão) de cada um. Mas atentem para o fato de que todo BDSMer é um fetichista e nem todo fetichista é um BDSMer. O que diferencia um e outro? Meu primeiro Mestre, um grande Mestre diga-se de passagem, me ensinou que o que diferencia o BDSM de outras relações e/ou de simples fetiche é "o jogo do poder". Mais especificamente, "o jogo da transferência de poder".
Então, quando você for tripudiar uma submissa, lembre-se que ela joga o jogo do poder como ninguém, que faz essa transferência como ninguém, logo, está sendo BDSMer como ninguém, inclusive, muito mais que você que a tripudia chamando-a de fantoche, boneca inflável, acéfala e outros nomes "carinhosos" que costumam atribuir.

E finalmente, BDSM é um conjunto finito. O acrônimo é autoexplicativo: Bondage e Disciplina, Dominação e Submissão, Sadismo e Masoquismo, ou seja, tudo no acrônimo sugere hierarquia, transferência de poder, então, se você quer ser daddy, baby, brat, pet, podo mas não quer jogar o jogo do poder, você é fetichista e não BDSMer. O BDSM não contém todos os fetiches, ao contrário, está contido no fetichismo. Este é o grande equívoco que cometem.
A confusão se dá porque desde o Fetlife as pessoas confundem as denominações fetichistas que lá estão (sim, pois o Fetlife é um site fetichista que abarca também os praticantes de BDSM e não o contrário) e algumas pessoas, desavisadas, fizeram uma tremenda confusão utilizando essas denominações sem no entanto estarem dispostas ao jogo de poder que o BDSM impõe.

E por que não se definirem exatamente como são? Por que fazer tanta questão de ser BDSMer a qualquer custo mesmo sem estarem dispostos a esse jogo de poder? Nem Freud explica mas seria muito mais fácil se cada um se assumisse exatamente como é.
E por que digo isso? Porque o BDSM é um universo paralelo onde as vivências são diferentes, onde as regras do mundo aqui fora não estão vigentes a não ser o respeito e o cuidado com os demais e com essa balbúrdia, tudo isto está acabando. Está virando mesmo a Casa da Mãe Joana.


{Λїta}_ST
Feliz Propriedade do Senhor da Torre





12 comentários:

Anônimo disse...

Mestre Dom Lu, busca escravas submissas em Brasília, as quais desejam ser humilhadas e adestradas com muito SDM, SOU ESPECIALIZADO EM SUBMISSÃO E CASTIGOS COM SEXO ORAL E ANAL PROFUNDO. BELO HOMEM BRANCO BOM NIVEL EDUCACIONAL E SOCIAL, MORO SOZINHO 1,78 77 KG OLHOS VERDES.
ACESSEM SOMENTE MULHERES QUE DESEJEM SER ESCRAVAS SUB E MANTER UMA RELAÇÃO MESTRE E escrava. acessem e encaminhe contato para luuciflex@yahoo.com.br
email

Filipa Silva disse...

:-) Adorei o post!!

Bjocas

Anônimo disse...

Adoro usar calcinha e enfiar objetos no meu cu.
Quero mulher ativa ou casal para transar comigo.Sou de sorocaba e tenho localMeu e mail é
homemcalcinhasorocaba@bol.com.br
Depois que te fizer gozar gostoso vc me enraba usando consolo preso na cintura

*escravas e submissas* disse...

Querida Filipa, é um grande prazer receber tua visita. Espero estar em breve de volta ao meu blog também e voltar a visitar vcs, meus queridos amigos.

Prezados anônimos, gostaria de dizer que o espaço é para comentários acerca do texto, se querem fazer seus anúncios pessoais, por favor, procurem sites destinados a este fim. Não apagamos comentários aqui, usamos a premissa da liberdade de expressão mas não somos sites de classificados e, se persistirem em outras postagens, apagaremos. Agradeço a compreensão.

{Λїta}_ST

J_pehr disse...


Muito oportuna sua postagem!
E concordo com que escreveu.
Ainda fico meio surpresa com a confusão que alguns fazem, diante de algumas condições bem simples. Enxergo que não há motivos, para tantas contestações.

Mas felizmente, aparecem pensamentos, que conseguem trazer clareza e compreensão, em meio de muitas vozes e poucos ouvintes. Como o seu.
^^

Parabéns vitinha! Beijos!

ternura_B disse...


Tomo a liberdade em responder tbm. BDSM a casa da mãe Joana ou Josefina ou qqer outra mãe? De modo algum. Tem suas regras, seus ritos, suas determinações e AMO ADORO esse conjunto de 'liturgia'. Faço parte deste pequeno grupo que se encantou com o diferente. Parabéns pela lucidez e obrigada por partilhar. Qto a imagem....ahhhhhhhhh, a imagem...amei ! bjks

Perolasubsp disse...


Texto muito bem escrito. Perfeito. Bdsm é para poucos!

*escravas e submissas* disse...

É bem isso, linda J_pehr. As coisas são tão simples, estão tão bem explicadinhas e as pessoas gostam de complicar, polemizar, discutir o sexo dos anjos quando está tudo ali, bem claro para quem quiser ver. Basta parar um pouquinho, ler aquelas quatro letrinhas e interpretar que está tudo resolvido, muitas confusões estariam solucionadas.
O melhor de tudo é encontrar alguém que nos entenda. Obrigada por sua preciosa presença. Beijos

{Λїta}_ST

*escravas e submissas* disse...

Não é, ternura_B? Eu acho engraçado o quanto desprezam justamente aquilo que faz as nossas cabecinhas rsrsrsrsrs. É difícil, às vezes é pesado mas é muito bom e só as fortes entenderão... é ruim mas é bom! rsrsrsrsrsrsrs.
Beijos

{Λїta}_ST

*escravas e submissas* disse...

Eu não diria que é para poucos, Perolasubsp... mas é para quem quer, para quem entende, para quem aceita e se aceita como é. Esse negócio de querer mudar o rumo das coisas só "para caber no meu jeitinho" é que acabou nessa bagunça aí. E eu vou defender sempre aquilo que me encantou.
Muito obrigada por sua gentileza em ler e comentar. Beijos

{Λїta}_ST

Victor14400 disse...

Adorei suas postagens, muito bom mesmo!! Um abraço do CORNO FRANCA, será um prazer receber sua visita no meu blog (cornofranca.blogspot.com.br)

Anônimo disse...

BDSM é a Casa da Mãe Joana!!! É um troca troca de escravas e donos o tempo todo, uma ou outra ficam muito tempo mas a grande maioria são promíscuos. Um dia é o melhor dono do mundo e a melhor submissa do mundo, no outro dia o dono é outro é a submissa é outra, claro outro dono melhor do mundo e outra submissa melhor do mundo que não vai durar muito tempo até encontrar o outro melhor do mundo! Liturgia? Só pra enganar o troca troca! Quem manda? Ninguém, ou então todo mundo! Porque só manda mesmo até o outro encher o saco e desistir da brincadeira! Porque é tudo uma brincadeira é uma ilusão! É tudo falso só pra postar uma foto pra receber curtidas fingindo algo que não verdade é uma grande mentira! É só um jeito de fazer o que se quer inconsequentemente e depois ter a desculpa que isso é BDSM, ah claro, baseado em alguma demagogia barata de teorias e liturgias que eles arrotam por aí!