1 de abr de 2014

O Pertencer




Cada escrava/submissa tem seu modo pré-determinado de se entregar, de pertencer.

Eu, por meio dos meus tec-tecs tentarei externar minhas sensações….ahhh…vou falar, de novo, dos meus gostos, do que vivo, do que inunda minh'alma submissa de alegrias e prazeres mil…..


Gosto que me enrosco de obedecer. Saber-me amparada, guiada, querida, conduzida e protegida….Na mesma medida, agradecer cada minuto dispensado a mim….ofertando meu querer muito bem, meus cuidados, minha devoção e gozos intensos àquele que me Conduz….


Não sou rebelde sem causa, nem teimosa, nem desobediente. Sou natural. Não consigo viver de joguinhos, isso me cansa, míngua meu tesão (ops.. mas RESPEITO toda e qualquer fantasia/fetiche desse tipo ou de outro realizado por quem gosta).


Gosto das coisinhas simples do BDSM ou não tão simples, mas pra mim indispensáveis pro meu regozijo….ADORO cumprir ordens, estar atenta aos gostos do Dono, ser e ficar disponível para ELE, realizar práticas, as que eu já fiz e as que estão por vir…aff....sonho de consumo…enfim, AMO pertencer….


Mas claro que tem algo de que não gosto….Não gosto de ser castigada, seja por qualquer forma (física ou não)…na realidade não gosto de errar, de desagradar ao Dom….ops….mas qual submissa/escrava que gosta?!!?!?


Sobretudo, aqui peço atenção especial, em todo o processo desta resignação cumpro minha sina orgulhosa e, ao final, agradeço melando as coxas de tanto que escorro de prazer, de contentamento, por saber que ao meu lado está Alguém que se preocupa com meu despojamento, minha instrução e, acima de tudo, está atento para o meu desenvolvimento no processo do que seja entregar-se.


Por outro lado, este Alguém, demonstra gostos iguais aos meus e acredita que ali seja, o N/nosso BDSM, rezado/seguido/ditado pela ‘cartilha’ Dele, resultando em prazeres...N/nossos….hummm…diliça!!!


Claro que BDSM tem alguns parâmetros, mas cada C/casal segue seus instintos, gostos, fantasias….J/juntos rumam para o ‘concavo e o convexo’ de suas vivencias. Desse modo, encontro meu Pertencer pleno.



ternura
submissa, SP

9 comentários:

{Λїtą}_ŞT disse...

Ahhhhhhhhh... pertencer!!

Plagiando o poetinha...

"... Se todas soubessem o que é pertencer
Que maravilha viver
Uma canção pelo ar,
Uma mulher a cantar
Uma cidade a cantar,
A sorrir, a cantar, a pedir
A beleza de amar..."


Pra mim, é bem assim...
ternura, delícia vc falar daquilo que mais nos encanta, pertencer.
É uma vivência que só quem teve pode falar o quão encantadora pode ser, mesmo com todas as dores, todos os espinhos... "que maravilha viver..."

Beijos encantados

Anônimo disse...

Ternura,
Você iniciou com a frase "Cada escrava/submissa tem seu modo pré-determinado de se entregar, de pertencer" e nisso reside todo o aprendizado de uma submissa: saber pertencer.
Bjinhos
bia de MELBOR

Amar Yasmine disse...

Amada menina Ternura!

Apaixonada que sou por dicionários e palavras, fui a vários para buscar o significado deste verbo tão instigante para nós, escravas e submissas: "Pertencer".

E, entre as várias definições, encontrei uma que me fascinou:
"ser merecedor de ser propriedade".

Confesso que arrepiei. Sem falsa modéstia, merecemos ser propriedade sim, por nos doarmos e por amarmos com despojamento. Por nos mantermos tranquilas a esperar. Por não cobrarmos nada em troca.

Adorei o tema, Ternura. Obrigada por participar.
Beijo carinhoso!

Amar Yasmine

Noelle SubVersiva disse...

Achei mto onteressante suas palavras Ternura.... bem... seu nick já diz tudo rsrsrsrsrs... vc falou em joguinhos, eu tb não gosto, mas possuo uma personalidade que não se deixa dobrar facilmente... em contrapartida, quando encontro Aquele por quem dobro meus joelhos, Aquele que vai me fazer baixar a cabeça e ser merecedor do meu respeito, minha entrega é total e irrestrita, porém, nunca serei a submissa meiga e doce... parece que corre pimenta nas minhas veias e quando não gosto de algo viro um furacão... Mas HJ tenho um Dono que lida mto bem com isso, com minha personalidade atrevida... me mantem como gosto, na rédea DELE, e me dá espaço apenas quando ELE quer... isso pra mim é o paraíso... PERTENCER, depois de 15 anos de BDSM acho que finalmente encontrei o verdadeiro significado dessa palavra que me faz delirar.

ternura disse...

Olá meninas,

desculpe vir somente hj para uma conversa ao pé d'ouvido...rs

Como deu pra perceber, AMO Pertencer, ser Posse.....AMODORO ser Propriedade....

Contudo, aqui concordo piamente com a Noelle (bom trocar uma prosa contigo,,,*pisc). Entro em estado de graça, literalmente, qdo esse Alguém me toma por completo, preenche minha'alma tirando de mim toda a submissão que permeia meu ser....assim como todas nós....escravas e submissas orgulhosas e felizes!!!

em tempo, foi muito gratificante, apesar das letrinhas simplórias, ter participado mais, ativamente, deste espaço de aprendizados....

um bj repleto de ternura a todas minhas incentivadoras de pertinho: @vita, @bia, @Amar e @Noelle...

a todos os leitores e visitantes um abço respeitoso.

Obrigada e até a próxima!!

ternura disse...

Olá queridas....voltei...

Voltei para dizer o quão perfeita foi a escolha da imagem para ilustrar meu singelo texto.....Adorei....a menina tbm morena de cabelão....

Obrigada pela delicadeza da escolha....

bjs encantados²

*escravas e submissas* disse...

Morena como vc ;)

Nós é que agradecemos sua participação.

Beijos

luara_propriedade de DOM JH disse...

Olá , ternura !
Rezar pela cartilha do Dono...entregar a Ele o prazer de pertencer , da mesma forma que recebe Dele o prazer de tê-la como posse...simplesmente delicioso !
Encantadora a forma como expressas a tua entrega e intensa como a vivencia .
Felicidades sempre .
luara .

Mhya Steel disse...

Assim como a Noelle, tb nao sou muito fácil de lidar nao...porém a necessidade de pertencer que todas temos nao é necessariamente igual e ainda bem, ou então o que poderíamos esperar?! Parabéns pelo texto e o modo descontraído de colocar um conceito por assim dizer de forma que ate o mais leigo no assunto possa entender.