18 de fev de 2015

Domínio - alimento de corpo e alma


Relacionamentos, sejam eles de família, de amizade, de trabalho, amorosos, sexuais ou de que tipo for, necessitam dos elementos específicos que os caracterizam.
Numa relação entre Dominador e submissa, a característica principal é o domínio e a submissão. Nela, não pode haver quedas de braço de forma alguma, sendo assim, o empenho das partes envolvidas se faz ainda mais necessário, para que um seja um, que o outro seja o outro e que se entendam como se fossem um só. 


Estando as posições bem definidas, espera-se que cada um faça a sua parte e que o comando esteja sempre nas mãos Dele. Afinal, entrega de poder é entrega de poder e ponto. 
Basicamente, a submissa, que está entrando numa D/s, espera que o Dominador exerça domínio sobre ela. Seus anseios são de ter sua submissão reconhecida, alimentada e valorizada.
Não sentir a força do controle sobre si seria no mínimo frustrante.  
Assim como o corpo, a mente submissa espera ser tocada, trabalhada, moldada e conduzida por Ele e para Ele. Mente e corpo trabalham conjuntamente e precisam ser alimentados. 


O prazer de se submeter está em sentir o prazer  do Dominador de possuir, comandar,  disciplinar, de usar sua escrava como quiser e até de não usar se não quiser.
Há satisfação na obediência, no cumprimento de tarefas e até nas proibições. Sentir a força desse poder sobre si faz brilhar os olhos, tremer as pernas e melar as entranhas.
Por-se à disposição para servir e ver a satisfação Dele em servir-se da submissa é como ter uma mesa farta para banquetear. 
Pertencer, saber-se posse, a propriedade Dele, estar ali para servir e agradar a Ele, sendo tudo ou sendo nada, mas, sendo Dele.   


Acredito...
Na entrega que não acontece apenas por modismo, capricho ou qualquer outro motivo que não o prazer de entregar-se ao Escolhido.
No poder das marcas desenhadas além da pele e na entrega além dos grandes feitos que reluzem ao longe. Mas sim que o orgulho de submeter-se exista em todos os momentos, até nas atitudes mínimas, silenciosas e invisíveis, nos momentos em que ela só pode ser sentida.
No poder do domínio em que o empunhar do chicote não seja a única forma de exercê-lo.
Que não sejam as algemas, cordas, correntes e grades as únicas formas de prender a submissa.


Desejo...
Que as afinidades em comum se façam desejo, tesão, prazer e satisfação de corpo e alma.
Que os que buscam por uma D/s completa a encontrem, e que os que desejam menos, também o tenham, mas que seja com quem busca pelo mesmo.
Que a fome não seja apenas a da carne e que ela não seja saciada apenas na cama. 
Que a submissão seja bem alimentada para que o prazer não seja fugaz e vazio.
Que as negociações não se tornem negociatas, onde as palavras são sejam meias e as verdades são  metades.
Que os limites de cada um não sejam usados como limitações, intransigências, egoísmos ou mesquinharias que impedem de ver que o outro também tem seus limites e necessidades. Mas que eles sejam compreendidos, respeitados e, se possível, que J/juntos possam superá-los.
Que não falte comprometimento entre os que se propõem a vivenciar algo e que não falte cumplicidade para solidificar os objetivos.


Sugiro...
Que não esperemos pelo homem, mulher ou cenário perfeito para vivenciarmos as nossas escolhas, pois, a perfeição é a ilusão que nos impede de tornar o imperfeito o mais perfeito possível.
Que não falte o entendimento de que, com exceção do que se pode comprar, nada vem pronto para consumo. Se a grama do vizinho é mais verde é porque ele trabalhou até que ela ficasse assim e não se descuida da manutenção da mesma. Mas quando se passa mais tempo olhando pro lado, descuida-se do que está bem diante de si.
Que se tenha, primeiramente, controle de si mesmo, para só então controlar ou buscá-lo no outro. 



Entendo...
Que, por mais glamourosa que pareça, nenhuma relação é tão perfeita que nada falte à uma das partes ou à ambas, mas, esse algo a menos pode se tornar um algo a mais, um motivador, um estímulo, uma razão ou um desafio a impulsioná-los na busca de algo mais profundo.
Se a D/s é um jogo, que seus participantes tenham em mente que é um jogo de equipe e que ou todos são vencedores ou todos saem perdedores.



luah negra


27 comentários:

Rebeca disse...

Uau!

Sem palavras para descrever o quanto gostei do texto.

Simples, objetivo...e carinhoso ao mesmo tempo.

Quando os dois lados sabem o seu "papel", não existem vitoriosos ou vencidos, o que existe é a cumplicidade e o prazer de jogar juntos.

Beijos

Rebeca

RobertoDom disse...

excelente texto

Perséfone Core disse...

Muito sensato e realista.

Complemento do post anterior, que tanta polêmica gerou...mas são opiniões que devemos respeitar, ler e refletir!

E analisar a inversão de valores que anda existindo em relações de D/s - onde a domínio, não existe mais - vamos deixar aqui de lado, as diversas espécies de relações de poder e suas nomenclaturas.
...

Pois uma vez perdida a essência de D/s, a relação se transforma, ou termina...vamos ter a humildade de reconhecer, não é mesmo?

Por essa e por outras que eu a chamo de luah negra, "a submissa das belas escritas."

Beijos!!!
J_{pehr}

Chris_Rock disse...


Sábias palavras...

anahi_LA disse...


Perfeito!

{Λїtą}_ŞT disse...

É como já disse, luah... algumas frases aqui deveriam estar em negrito.
Verdade, a D/s pode ser uma relação muito gratificante pq os papéis estão bem definidos e se cada um cumpre o seu a chance de dar certo é muito maior.
Toda submissa quer ser dominada. Seu maior anseio é esse, sentir o poder de quem a domina, não só o poder físico, esse é muito banal, mas o poder que se reflete na mente, que a faz, mesmo na ausência Dele, obedecê-lo como se ali estivesse.
Excluindo aqui os exageros, os mimos e os mi-mi-mis de quem procura "Dono babá", esses são os cuidados que toda submissa espera ter, o dominío, a guia, a força emitida em um simples olhar, a coleira em volta do pescoço, seu maior orgulho.
Se a relação é D/s, a dominação e a submissão são o que a caracterizam, o resto é fetiche, isso não é crítica ou exclusão, é definição pura e simples.
Ótimo texto.

Beijos

luah negra disse...

Rebeca ,
Perfeita sua colocação ! "Quando os dois lados sabem o seu "papel", não existem vitoriosos ou vencidos, o que existe é a cumplicidade e o prazer de jogar juntos." Eu não teria dito melhor .
Obrigada pela valiosa participação .
Beijos .

luah negra disse...

RobertoDom ,
Grata pela presença certa e incentivos .
Minhas saudações ao Senhor .

luah negra disse...

J_{pehr},
Bem observado...ainda que coincidente e despretensiosamente , esse texto pode tbm ser visto como uma sequência do post anterior , que tanta polêmica gerou .
Quando uma das partes envolvidas não compreende , não aceita ou não assume seu lugar de fato ou de direito , e mesmo que a outra parte não a assuma , perde-se a essência da relação . O resultado disso é que tudo deixa de fazer sentido , deixa funcionar até deixar de existir .
A inversão de valores existe de ambos lados do chicote , mas mesmo quando se trata de distorção dos valores , as perdas existem para ambas as partes .

Obrigada pelas palavras de carinho e acréscimo .
É vc que me lê com um olhar tão belo quanto vc .
Beijos meus em ti , lindona !

luah negra disse...

Chris_Rock , obrigada por deixar seu comentário !
São palavras inspiradas no desejo de vê-las sendo postas em prática .
Beijos .

luah negra disse...

anahi_LA , obrigada por vir e deixar sua carinhosa participação .
Beijos meus .

luah negra disse...

Vita_ST ,
Vc resumiu a questão toda de uma forma que eu não faria melhor !

E a questão é mesmo muito simples...com cada um fazendo a sua parte com a verdadeira satisfação de estar vivenciando a D/s , o todo funcionará plena e satisfatoriamente .
O que se faz com o prazer da livre vontade , se faz muito melhor .

Obrigada pelas palavras que vieram a complementar a minha reflexão .
Beijo grande em ti .

ternura disse...



seu texto veio com doses exatas de 'vitamina' para minha 'desnutrição'...*pisc

sábias palavras !!!

bjs de carinhos e admiradores

Negrasonia disse...


Aprendo à cada dia mais, com vc, luah_negra, à cada palavra dita, e meticulosamente escrita. Obrigada.

vivi_DPINHEIRO disse...


Perfeito

Anônimo disse...

Perfeita colocação nun meio onde qualquer "50 tons"è valorizado como VDSM!
DOM JH

luah negra disse...

ternura querida ,

Fico feliz em saber que o texto veio a nutrir-lhe a alma !

Eu tbm ando desnutridinha , necessitada desse alimento rs .

Obrigada pelo carinho das palavras , pela presença certa e pelo que acrescentas às minhas reflexões .
Beijo grande em ti .

luah negra disse...

Negrasonia ,
Eu que agradeço por suas palavras .
Tudo aqui é uma troca , compartilhando nossos entendimentos , vamos aprendendo umas com as outras , crescendo... Estamos sempre na busca por amadurecer as idéias e atitudes que se refletem entrega .
Obrigada por vir , deixando sua carinhosa participação .
Beijos meus .

luah negra disse...

vivi_DPINHEIRO ,
Obrigada por participar...volte sempre !
Beijos .

luah negra disse...

DOM JH ,
Fico honrada com sua presença e palavras de incentivo .
Apenas compartilhei parte da minha visão e desejos de um BDSM menos acinzentado .
Grata pela participação na minha humilde reflexão !
Saudações minhas .

marcosliberal disse...

Eu confesso que quero muito ser corno sou casado com uma gata morena alta magra corpo tipo modelo linda linda demais porem confesso que desejo vê-la sendo fodida por um grupo de machos safados quero vê-la sendo amarrada e sodomizada por muitos machos quero torna-la uma escrava submissa de um grupo de machos que curtam amarrar cuspir mijar e humilhar minha esposa sonho ser amarrado e assistir a tudo de camarote imobilizado sem poder reagir confesso que quero vê-la sendo forçada a beber porra quente de vários machos . resumindo confesso que desejo ver minha esposa sendo escravizada a força por um grupo de machos sujos que queiram apenas usa-la por todos os buracos.” para machos que curtam amarrar a ninfeta e usa-la a vontade totalmente indefesa e submissa!!
sera servido um banquete de buracos buceta cu e boca para usar a vontade em grupo!
preferencia a machos sujos sadistas que curtam mijar cuspir e humilhar uma gata !


e-mail marcoscorno@bol.com.br


mandarei fotos aos interessados contato inicial somente por -email

Anônimo disse...

Glamour??? Onde você viu glamour nessas relações? Não há nenhum!!! É uma relação onde o homem se faz de dominador pra de fato fazer o que quiser com uma mulher e que no fundo em momento algum está preocupado com a sua "peça" como adoram chamar! Ele só finge se preocupar quando viu que fez merda e aí ainda tem a cara de pau de dizer que era para testar a submissão da mulher! Por outro lado um bando de mulher fingindo ser submissa que aceita tudo o que o homem quer fazer com ela porque não tem a capacidade de fato de assumir do que gosta ou então, se diz submissa se for dentro das condições dela!
Não, aqui você não vai achar nenhum tipo de relação perfeita, muito pelo contrário! São as mais imperfeitas possíveis!!! Dominador que diz que é macho e que se vangloria por aí dizendo que tem anos de bdsm e só querem sexo fácil e atender suas perversões, ainda se dizem macho e por trás dos panos ficam comendo muitos outros machos!

Anônimo disse...

Tem muito Dom por aí que diz da importância e do respeito a outro Dom e sua submissa e de fato ta fazendo o "amigo" Dom de corno

Anônimo disse...

Muita submissa fazendo juras de amor ao seu dono e dando pra outro dominador e ainda dizendo ao amante dono o quanto ele é muito melhor dominador que seu próprio dono! É a quantidade de submissa que puxa o tapete das outras? Isso não preciso nem falar muito né porque é o que mais tem! E não precisa ser na merda de irmã de coleira não! As que se dizem amigas mesmo e puxam o tapete da outra pra se fingir de melhor submissa que a outra!!! E tantas outras que dizem se submissas de alma ou reais e trocam de coleira todo mês? Um mês ta com um, no outro mês ta com outro! É um troca troca!!! O que já vi de submissa implorando coleira a dominador sem nem conhecer o cara, tanta submissa que teve coleira e nenhuma sessão! Chega a ser piada!!! E as outras submissas aplaudindo, achando isso lindo, parabenizando! Querem viver na putaria? Vivam!!! Mas estão longe de ser algo melhor que os 50 tons de cinza!!! São até mesmo piores pois são mais falsos e mais hipócritas!

luah negra disse...

Olá , anônimo !

Desculpe a demora com seus comentários , não costumo deixá-los sem respostas...por estarem numa postagem antiga , só hj tomei conhecimento deles . Mas tentarei pô-los em ordem .

Glamour, sim...vejo pq aprecio as relações que vivencio...conheço-as de dentro .

E vc , já esteve em alguma ? Já encontrou alguém que te dominasse profundamente ou já dominou alguém dessa forma ?

Fica mais fácil entender quando conhecemos bem os nossos desejos e nos permitimos experimentar algo novo . Mas quando alguém tenta se passar pelo que não é , a experiencia não tem como ser boa mesmo .

Não sei se vc já usou ou se deixou usar por alguém irresponsavelmente , se já esteve na situação de acontecer alguma merda e dizer ou ouvir que foi um teste de submissão . Mas se acontecesse comigo eu ficaria muito revoltada tbm !

Pois é , tem mesmo muita mulher fingindo ser submissa , né ...esse meio ta mesmo repleto de absurdos !

Mas sabe...só se aceita tudo quando se está em mãos responsáveis... nenhuma doida se entregaria nas mãos de um homem qualquer ,não é mesmo ?!

Vc disse uma grande verdade ; aqui você não vai achar nenhuma relação perfeita , mas pode encontrar alguém se enquadre bem com os seus desejos . Relações perfeitas não existem em lugar nenhum , não é mesmo ? Nossa , tem mesmo esse negócio aí de macho comendo macho por baixo dos panos ? Bafão ! Deve ser uma decepção muito grande se entregar a alguém assim ! Esse meio ta perdido mesmo !!

Beijos

luah negra disse...

Anônimo , olá novamente...

Então...Falar é fácil , difícil é fazer a coisa certa , não é mesmo ?! O meio ta muito poluído !
Beijos

luah negra disse...

Olá ,anônimo, mais uma vez...
Sim , vc tem razão...é muita coisa tem errada nesse meio . Sei la , parece que as pessoas caem aqui de para-quedas , se desiludindo e acabam fazendo uma grande baderna .

É Muita falsidade , hipocrisia ,putaria , traição , mentiras , o troca-troca de coleiras aff...essas coisas me revoltam tbm !

Verdade , isso tudo é mesmo uma piada !

Obrigada por vir e nos deixar informadas das novidades do meio .

Desejo que vc se encontre e , mais adiante , encontre alguém para compartilhar suas fantasias mais secretas e ardentes !

Beijos meus .