26 de mai de 2016

Como o BDSM entrou em minha vida.

Em 2004 me indicaram uma leitura que muito me surpreendeu e que me deixou curiosa, e como não dizer excitada: "Falsa submissão".
Por incrível que pareça ao ler outro livro do gênero "O diário de uma submissa", 11 anos depois, foi que descobri a sigla BDSM. 
E foi assim que comecei a trilhar um caminho sem volta.
Atravessei o portal e o medo naquele momento tomava conta de mim. 
Tentava de todas as formas me compreender e tentar desvendar aonde me encaixaria nesse mundo intenso.


Fui assediada por ser novata e inexperiente. Vivi momentos de incertezas e indecisões sem saber que caminhos seguir. Precisava imensamente de conhecimento do meio, de me autoconhecer e de me revelar. Mas como? 
Esse mundo cheio de pluralidade me fascinava... mexia comigo de uma forma inexplicável.
Eu sempre gostei muito do ato sexual de certa forma, me sentir "livre". Mas também me sentia presa a algumas convenções que suposta e erroneamente faziam com que a liberdade fosse tolhida perante a sociedade .


Então quando me vi nesse mundo imaginei que seria uma experiência prazerosa. Contudo ainda não atentava para me auto preservar. Queria "tudo" e queria rápido. 
Foi então que comecei a descobri que não era bem assim, que era algo maior, algo que estava invadindo minha vida como uma avalanche. Não paravam de cair terras e pedras que me machucavam. Mas não me fizeram parar ou desistir. Encontrei motivos para ficar e os véus, um a um se desvelaram.


Compreendi que  tinha que abrir o cadeado da minha submissão e deixar fluir, contudo, tudo isso não é fácil, tropecei muito. Pelo menos comigo foi assim, o que não quer dizer que com outras vai ser do mesmo jeito, pois cada um é cada um. 
Cada gesto nosso, cada  palavras e atos são observados.


Bem, continuo a caminhar passo após passo. Não espero que me compreendam e entendam minhas mazelas BDSM.  Mais do que isso, é um modo de querer viver e se realizar vivendo.
BDSM é brilhante, transparente  verdadeiro, dinâmico, intenso e dolorido. Seguro (para quem sabe praticar), protetor, saudável e de máxima intensidade.
Significa (BDSM - bondage, e Disciplina, Dominação e Submissão, Sadismo e Masoquismo, esse significado está disponível em livros e sites do gênero).


Encontrei alguns mal intencionados pra dar o bote e abocanhar as desavisadas como eu. Depois de dar alguns passos encontrei o motivo para ficar como descrevi acima. Tive sorte ou foi instinto, sei lá. Encontrei alguém para compartilhar comigo tudo isso.
Me envolvi em minha primeira relação  (D/s). Vivi com toda  intensidade e com sentimentos, por que no BDSM, não pense que vai encontrar o primitivo amor baunilha. 


Aqui podemos ser dois, três ou mais. Não tenho medo de experimentar e ser feliz. Abri mão de meus desejos e vontades. Até no momento de partir de uma relação D/s abri mão das minhas vontades.
Dentro desse mundo encontrei pessoas que para mim seria até difícil falar sobre elas, por isso me reservo o direito de apenas guardá-las como um pequeno egoísmo meu. 
Olho para mim hoje e é como diz Clarice Lispector " O futuro mais brilhante é baseado num passado intensamente vivido". Até a próxima.


 Schanna sub



17 comentários:

*escravas e submissas* disse...

Olá, schanna!
É sempre um prazer imenso publicar seus textos pq vc fala diretamente à iniciante, àquelas que vêm em busca do sonho dourado de ter um Dono e é preciso desmistificar essa ideia do príncipe encantado que muitas trazem na bagagem, fruto dos romances criados tendo como tema o BDSM.
É preciso que se diga que a realidade é mais crua, é menos cor de rosa, não que seja proibido mas não lidamos com príncipes e sim com os sapos... e sinceramente, eles são muito mais interessantes :)
Parabéns por mais este belo texto. Suas contribuições dão um outro norte ao blog que sempre foi de mostrar a verdade do BDSM através de pessoas experientes.
Vc mostra essa verdade através da sua perspectiva de (quase, nem tanto mais) iniciante, o que pode ser de muita valia para quem adentra pelos caminhos desse universo.
Beijos e obrigada

{Λita}_ST

♀♂ Overdoses Of Orgasms ♀♂ disse...

Gostei muito do texto, muito mesmo, sempre que leio algo à respeito fico fascinada, não gosto de sexo baunilha, mas confessos que BDSM me assusta um pouco, não quero um mundo cor de rosa, mas olhando de fora parece um mundo breu. Me encaixo no meio termo (coisa que não existe) então fico em cima do muro, entre um mundo e outro, perto e longe dos dois, é um paradoxo insano esse meu.
Me exita muito quando assisto à essas prática, tanto que sempre me masturbo depois... Me deleito na dor (mas com limite...) que na verdade nem sei qual é o meu ainda.
Sou curiosa, fascinada... e complicada de entender.
Meu maior fetiche é um BAN GANG, uuuiiii, já pensou ser possuída por vários homens!!!
Talvez meu problema com o BDSM seja essa tal submissão, já que sou intolerável à ordens. (hehehe) sei lá, sabe??!!
.
.
Eu amo essa menina ai a {Λita}_ST , talvez um dia eu pegue umas dicas e conselhos com ela.
Mas olha, amei o testemunho (tristemunhou ou felizmunho!!) hehehe

Bkks dessa Leoa Mais Que Malucaaaa

*escravas e submissas* disse...

Minha querida Leoa, vi o comentário acima e não podia deixar de correr aqui e te deixar um beijo bem grandão.
Venha, te esperando!

Beijos

{Λita}_ST

♀♂ Overdoses Of Orgasms ♀♂ disse...

Retificando "Gangbang"

{Λita}_ST... não me provoca... olha que eu vou mesmo!!
looooool

Bjsss

Maria dos Anjos disse...

São opções no qual não via nisso, mas respeito!
Gostei de ler e ver as imagens que até são luxuriosas, :-)


Beijoos
Anjinha Sexy.

Prazeres e Carinhos Sexuais

InSANNO disse...

"Tive sorte ou foi instinto, sei lá. Encontrei alguém para compartilhar comigo tudo isso.
Me envolvi em minha primeira relação (D/s). Vivi com toda intensidade e com sentimentos, por que no BDSM, não pense que vai encontrar o primitivo amor baunilha." - Foi efetivamente uma maneira instintiva.

Anônimo disse...

Tenho pele clara, corpo musculoso, cheiroso, culto, educado, carinhoso e fogoso dentro e fora da cama, ótimo nível, com local em sorocaba.Adoro malhar em academia, praticar artes marciais, dirigir meu carro e passear. Meu e mail é machoalfasorocaba@bol.com.br Adoro toques sutis, beijos demorados, demoradas preliminares e longas penetrações, para vc sentir prazer e ter orgasmos , vendada, amordaçada e realizando os desejos mais íntimos

Anônimo disse...

Maldita hora que entrei no Bdsm, essas historinhas falsas só escondem um mundo escroto, com pessoas falsas, superficiais, inseguras, e desesperadas! As literaturas "bonitinhas" só escondem essa podridão toda!!! Entrar no Bdsm e vivênciar ele foi a pior coisa da minha vida! Como nos livrinhos tudo começa a mil maravilhas, achar um "dono" conceituado, a princípio de respeito, com todas as qualidades e depois você vê que não é nada disso! Uma rede de intrigas e falsidades entre as meninas submissas que se aproveitam um das histórias da outra para puxar o tapete e se sentirem assim mais submissa que a outra! Donos e mais donos que não respeitam a propriedade do outro amigo, falando um monte de merdas para fazer a submissa vacilar e poder rir da cara do amigo apontando para a submissa alheia enquanto deviam estar cuidando das merdas que sua própria submissa faz por aí! Ah claro, várias submissas amigas, as vezes até com donos, dando em cima de outros donos! Joguinhos escrotos sem fim!!! E nesses joguinhos o que vemos é o tal troca troca de juras de amor e submissão atrás de uma coleira!!!

Anônimo disse...

Continuando... Não importa quem é o dono, ele é só um meto detalhe que pode ser substituído a qualquer instante, o importante é ter uma coleira para "mostrar ao mundo" que se é uma submissa!!! Não importa quem é a submissa, tanto faz se ela vai fazer o que você quer porque se não fizer ela é um lixo e é trocada rapidamente, afinal tem tantas por aí e o importante é ter uma encoleirada pra dizer ao mundo que se é um dominador! Se tiver mais de uma então é o fodao!!! É um vai e volta de submissa encoleirada, troca, substituições, mas claro, sempre regado do amor mais profundo e dedicação de amor e submissão eterna que dura uma semana, um mês! Ah a eternidade das relações verdadeiras, do dominador verdadeiro e da submissa verdadeira! O bom de viver isso tudo? Não há! O arrependimento marca a alma, a vergonha rasga sua alma em partes e o arrependimento gangrena seu coração!

Anônimo disse...

Como sai do BDSM... Sai ferida na alma, sai com o meu amor próprio rasgado, sai com arrependimentos que carregarei toda minha vida! Abuso, dominação falsa, violência ao meu corpo, humilhações que uma mulher não precisa passar. Por um tempo vivi tudo isso achando que era submissão, afinal ele era um "dono" renomado, conhecido no meio, então eu tinha tudo para me sentir segura! Foi a primeira e ultima vez minha nesse meio! O BDSM estragou a minha vida, por muito pouco não parei na Delegacia de Proteção à Mulher, extrapolou o SSC (se é que isso existe nesse meio de fato). E o que deveria ter sido até uma linda história de amor, a dominação e submissão destruiu. Ainda carrego comigo feridas enormes que não se fecharam e não sei se um dia irão cicatrizar! Entrar nessa vida foi um erro, o maior da minha vida!!! Então se vai entrar nisso primeiro é bom conhecer o que de fato é tudo isso, porque há muitas histórias ruins, ruins de verdade! Boas? Depois de tudo que passei não acredito que existam! Vale a pena? Pra mim não valeu, foi um erro!

Nanda .S disse...

Lindo de se ler.
A vivência de cada um dentro deste mundinho e única e construída, mas nunca fácil.
Parabéns pelo testemunho.

Beijos meus

Alexbloch disse...

Agradeço a todas que postam no Blog.
Não imaginam o quão feliz fico em ler os relatos das suas vivências.
Meu sonho é encontrar alguém que se dedique a mim, assim como se dedicam ao seus Donos.

Anônimo disse...

Schana, tbm comecei assim meio desesperada...e entre muitos erros tive a sorte de acertar em cheio e escolher o melhor Dono do mundo! Amei sei texto
Mary

Anônimo disse...

Sou comedor de sorocaba e região, cheiroso, bonito, com local discreto para encontros em envolvimento financeiro afetivo ou drogas.
machoalfasorocaba@bol.com.br
Contato inicial pelo e mail acima

Anônimo disse...

Adoro usar calcinha e enfiar objetos no meu cu.
Quero mulher ativa ou casal para transar comigo.Sou de sorocaba e tenho localMeu e mail é
homemcalcinhasorocaba@bol.com.br
Depois que te fizer gozar gostoso vc me enraba usando consolo preso na cintura

Joarez Ribeiro disse...

Muito bom esse blog adorei nunca pratiquei isso em dominar uma mulher fazer ela de uma escreva se tiver alguma me chama no whatsapp 45998174209

Anônimo disse...

Oi quero te conhecer.Moro em sorocaba, onde tenho local discreto para encontros todavia posso ir até vocês.Tenho pele clara, corpo musculoso, cheiroso, culto, de excelente nível e tenho fotos para trocarmos.Procuro mulher fogosa e casal cuja esposa seja safadinha e liberada pelo marido.Adoro longas preliminares, toques sutis, clima de sensualidade e demoradas penetrações, sem baixarias e envolvimento emocional ou financeiro.
Meu e mail é claudiosorocaba@bol.com.br
Entre em contato para colocar em prática seus desejos mais íntimos e fetiches sexuais, visando a intensos momentos de prazer e carinho, com respeito, higiene e sigilo.Tenho ótima saúde comprovada por exames médicos preventivos, uso camisinha e sou limpinho.